segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

DOR - REPARAÇÃO

DOR – REPARAÇÃO

A tua é uma dor pessoal, intransferível, que ninguém pode compartir.

Gostarias que os amigos e familiares tivessem dimensão do que te aflige, da profundidade do seu sofrimento.

Não é possível! Há experiências que necessitam ser vividas, para mais bem dimensionadas.

Cada criatura conduz a sua própria dor e está preocupada com o fardo que a esmaga.

Qual ocorre contigo, os teus amigos e afetos encontram-se igualmente sofridos e , mesmo que não o digam, passam por momentos difíceis.

Supões que o teu é um calvário demasiado e que tudo de aflitivo te acontece.

Assim crês, porque ignoras os testemunhos dos demais.

Quantos enlouquecem de um para outro momento, sem aparente causa que o justifique!

Eles, porém, não suportaram manter o equilíbrio por fragilidade das resistências.

Assim, não te magoes com aqueles que te não são solidários nos teus momentos de angústias. Eles já têm a sua própria quota, que buscam dissimular e esquecer.

Ninguém passa pela Terra sem a presença da agonia, que sempre surge para cada um consoante a necessidade do resgate em que se encontra incurso.

Imposto o compromisso de restauração, os mecanismos das Divinas Leis se apresentam automaticamente.

Mantém-te em paz íntima, na tua dor.

A rebeldia torna-a insuportável; a desesperação fá-la maior do que é; o desânimo conspira contra a sua superação; a mágoa apresenta-a mais rude...

Se a aceitares, porém, como fenômeno natural, logo a vencerás com triunfos de luz.

Não consideres que sofres porque foste o pior dos seres no passado espiritual.

Existe a dor-elevação, a dor-conquista, a dor-resgate.

A tua é resgate, sim, que o teu amor não conseguiu evitar.

Por isso mesmo, ama. Desveste-te das prevenções e do pessimismo, da auto-compaixão e da revolta surda, amando mais, e conseguirás com rapidez a harmonia.

No teu processo de resgate, porque amando, mais amenas têm sido as provações, pois que, igualmente recebes ajudas incomuns, que somente poucas pessoas conseguem.

Amigos devotados e zelosos te cercam com carinho; recolhes gentilezas e dádivas inabituais; fruis de bênçãos que a outros constituíram felicidade...

Num balanço justo a tua coleta de favores divinos é muito maior do que o testemunho de lágrimas e dores.

Assim mesmo, aquelas lágrimas que vertes e as dores que carpes poderão ser amenizadas, se mudares de paisagem mental e começares a agradecer a Deus, louvando-O através da oração.

A indumentária carnal, por mais resistente, um dia se rompe e desnuda o Espírito que volve à realidade imortal.

Se sofreu com resignação e amealhou benefícios retirados do sofrimento, a sua dor-resgate brinda-o com os reencontros felizes e as alegrias a que faz juz.

Se, no entanto, não foi suportada com o aprumo e a elevação necessários, prossegue, porque dívida não paga ressurge com juros que a aumentam.

Repara, desse modo, os erros e iniqüidades transatos, produzindo o bem em todos os teus atos, fazendo luz no íntimo, a fim de ficares livre e pleno como Deus planeja para todos nós.

Trecho do livro “Desperte e Seja Feliz”- Divaldo Pereira Franco/ Espírito Joanna de Ângelis

Imagem : Fotografia tirada por ValériaC

12 comentários:

Juliana Paez disse...

Oi amiga...

Maravilhosa sua escolha!

A dor jamais deve ser alimentada.
A dor deve ser cuidada pra que não faça de nós meros mortais a apenas sobreviver por esta vida.

A dor nos ensina, nos fortalece, nos instiga e querer mudar. Mas de nada disso vale, se não somos capazes de dominá-las.

Parabéns!!
Bjokas da Ju

ValériaC disse...

Ju minha flor amiga...que bom recebê-la e que lindas suas palavras...nós como seres "humanos" que somos, infelizmente muitas das vezes, optamos, mesmo que inconscientemente, em crescer através da dor...mais sábios seríamos se escolhessemos crescer pelo Amor e pelo trabalho no Bem... enfim, o que vale é caminhar sempre na aprendizagem e entender que mesmo na "dor" muito se aprende.
Beijos querida...

said fares disse...

A tua é uma dor pessoal, intransferível, que ninguém pode compartir.
gostei desta frase , abraços pra voce e passe pelo meu blog deixe lá seu comentarios.
www.literaturamatogrosso.blogspot.com

ValériaC disse...

Querido Said que alegria você aqui seguindo meu blog...a frase é linda e profunda mesmo...já estou seguindo seu blog também e em breve vou visitá-lo...
Um abraço...

Cacau Loureiro disse...

Olá minha querida amiga e especialíssima criatura! Textos profundos assim mexem muito conosco, embora conheçamos o ensinamento muitas das vezes não nos mantemos na disciplina da palavra. Para uns esta consicência vem rápido para outros nem tanto. Penso que a existência é muito curta para perdermos tempo com rebeldias e rancores, mas ainda somos espíritos simples e ignorantes. Que possamos nesta corrente universal "burilarmos" uns aos outros. Eu quero permitir que me aperfeiçoem, rs, grande beijo pra ti!

ValériaC disse...

Cacau minha flor amiga...belas suas palavras...e é esse o intuito...mexer profundamente conosco...precisamos refletir muito para conseguirmos assimilar um pouco do tudo que temos que vivenciar na vida. E juntos vamos vivendo...caminhando e aprendendo...sempre querida.
Beijos...

JR disse...

Acredito que quando reclamamos demais dos problemas surgidos ,eles ganham maior proporção,não pela fuga do pagamento ,mas pelo próprio tormento ,que se torna um clamor em maior dor, a ser suportado.
Parabens pelo tema ,que atualmente tambem está em evidencia ,onde a telenovela global ,aborda a questão da superação ,através da aceitação de limites transitórios.
Abraços afetuosos

ValériaC disse...

JR, que bom que gostou querida amiga...você tem razão...reclamar não nos leva a lugar algum... precisamos refletir mais sobre como agimos e tentar ver o que a vida está querendo nos mostrar e ensinar em cada momento...pois crescer é um processo inevitável e infinito.
Um abraço carinhoso...

Ariani disse...

Que profundo esse texto da Joanna...

Pelo menos três pontos me chamaram a atênção:

1. Não devemos querer repartir nossa dor, fazendo outras pessoas sofrerem ou querer que tenham piedade do nosso sofrimento, afinal não somos o centro do universo e sim uma ínfima parte dele.

2. "A rebeldia torna-a insuportável; a desesperação fá-la maior do que é; o desânimo conspira contra a sua superação; a mágoa apresenta-a mais rude..." Ou seja: a dor é a mesma, porém dependendo da forma que a encaramos ela se torna maior ou menor.

3. "Não consideres que sofres porque foste o pior dos seres no passado espiritual.
Existe a dor-elevação, a dor-conquista, a dor-resgate." Essa frase foi ótima pois temos a mania de achar que sempre fomos péssimos no passado...

Agora, o maior ensinamento do texto para mim foi o de nos ensinar a nos refurgiar na oração, aceitando a dor e agradecendo a imensa ajuda que Deus em sua infinita sabedoria nos concede.

ValériaC disse...

Minha flor Ariani... que lindeza de explicação você deu amiga...esse texto da Joanna é lindíssimo ... profundo...é uma lição maravilhosa pra quem quiser aprender...
Beijos ...

ivo ribeiro disse...

ola!

Estive a ler um pouco do teu blog e gosto das tuas reflexões profundas.

Convido-te a visitares o meu: máquina de escrever.
http://omagnetismodosimpulsos.blogspot.com/

obrigado.

ValériaC disse...

Que bom Ivo que veio me visitar...volte sempre, pois será muito bem vindo por aqui...Vou te visitar sim...
Um abraço...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails