quarta-feira, 30 de junho de 2010

AÇÃO DA AMIZADE



AÇÃO DA AMIZADE

A amizade é o sentimento que imanta as almas unas às outras, gerando alegria e bem-estar.

A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Inspiradora de coragem e de abnegação. a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.

Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!

O egoísmo afasta as pessoas e as isola.

A amizade as aproxima e irmana.

O medo agride as almas e infelicita.

A amizade apazigua e alegra os indivíduos.

A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.

Na área dos amores de profundidade, a presença da amizade é fundamental.

Ela nasce de uma expressão de simpatia, e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.

Quando outras emoções se estiolam no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada dos homens que se estimam.

Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.

Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.

Discreta, apaga-se, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.

Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.

A amizade é fácil de ser vitalizada.

Cultivá-la, constitui um dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra êxito, se avança com aridez na alam ou indiferente ao elevo da sua fluidez.

Quando os impulsos sexuais do amor, nos nubentes, passam, a amizade fica.

Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.

A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões dá-nos, até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.

Da obra: “Momentos de Esperança” – Divaldo Pereira Franco -

Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.

Imagem: http://images.google.com.br

Um Troféu...


Quero agradecer de coração a minha querida amiga Marineide, do blog http://mimosehomenagens.blogspot.com/
por ter me indicado para receber este troféu.
A regra é oferecer a 15 blogueiras:

Como vocês já sabem, todos meus amigos e amigas que me seguem são muito especiais
e sinceramente prefiro não escolher apenas quinze...

Este troféu é de todos vocês...levem... e quanto a regrinha...
cada um escolhe
o que fazer...

Um beijo carinhoso a todos vocês!!!
Obrigada por fazerem parte da minha vida!!!

domingo, 27 de junho de 2010

PARTILHA X ESPIRITUALIDADE




Olá, amigos e amigas!

Hoje estarei falando um pouquinho sobre Partilha e Espiritualidade.

Todos temos algo precioso dentro de si. É um sentimento tão abençoado, que nunca se esgota, que quanto mais o doamos, mais ele brota em nós, tal qual fonte cristalina de água, que corre sem cessar. A este tesouro damos o nome de: “Amor”.

Este sentimento quando nos move, é sempre transformador, pois, nos leva a agir. Sempre que tocados por ele, podemos realizar algo chamado: partilha.

Todos podemos partilhar algo uns com os outros, ao ter gestos de Amor: desde o alimento que sacia a fome; o agasalho, o cobertor que minimiza o frio do irmão carente; ajudas diversas [...]; porém, percebamos que partilha é ação para todos, mesmo para aqueles que nada material têm a oferecer. Pois, se falta recursos, não nos falta o sorriso que acolhe; o abraço que conforta, a palavra que ensina, que reparte conhecimento, fé, sabedoria; a amizade sincera, enfim, tudo o que seja trabalho em nome do Bem, podemos partilhar.

Partilhemos uns com os outros, tudo o que estiver em nossas possibilidades e o façamos como o Cristo, com pleno Amor, lembrando sempre que somos irmãos e que se hoje alguém está necessitando, noutro dia, podemos ser nos os necessitados.

Juntos podemos (com)partilhar a Vida e neste conviver fraterno, vamos promovendo o crescimento de todos.

E agora vos convido a meditar ao ler esta bela Oração da Solidariedade - Espírito Carlos Murion /Médium José Medrado

ORAÇÃO DA SOLIDARIEDADE

Que eu possa a quem está com frio dar o cobertor.

Mas se o frio for da alma, que eu tenha condições de dar afetivo calor.

Se alguém chorar, que eu possa suas lágrimas enxugar.

Mas se eu também estiver em dor, que pelo menos possa companhia fazer.

Porque é chocante, senhor, chorar sem ter alguém para nos consolar; sofrer sem ter com quem dividir; precisar desabafar e não ter quem ouvir; enfermar sem ter com quem contar.

Assim, Senhor, e por tudo isso, eu te suplico:

preciso ao próximo servir, tendo tolerância para com a ignorância;

o desprendimento frente à pobreza; a solicitude moral diante dos reclames das crianças; atenção e amparo para com a velhice; o perdão sem condição;a brandura na exaltação; a verdade sem interesse e o amor sem cobranças.

Mas, se nada disso eu puder ter ou fazer, que a vida me torne humilde para reconhecer que preciso espiritualmente crescer.

Assim seja.

Imagem: http://images.google.com.br


Esta foi mais uma participação da Blogagem Coletiva Espiritual Ecumênica, à convite da querida amiga Rosélia. Maiores informações em seu blog http://espiritual-idade.blogspot.com/


Blogagem coletiva ESPIRITUAL

terça-feira, 22 de junho de 2010

RAIO DE SOL



RAIO DE SOL

Se desejas aprender a lição da indulgência, observa o raio de sol.

Dissipando a treva noturna, desce à Terra, cada dia, recapitulando, mil vezes, o mesmo ensinamento de serviço e de paz.

Não indaga pelas sombras da furna.

Não teme os vermes que se lhe associam.

Não se queixa da corrente enfermiça que flui do despenhadeiro.

Desce, contente e feliz, à intimidade do precipício, com a mesma radiação com que nutre fontes e flores.

Aquece o sábio e o ignorante, o santo e o malfeitor, os justos e os injustos, os bons e os maus, com a mesma generosidade, dentro da qual assinala os cimos do Céu.

Ampara a erva daninha e o bom grão, a árvore valiosa e o arbusto infeliz, com o mesmo carinho no qual se desdobra, claro e otimista, sobre lares e asilos, escolas e templos, hospitais e jardins.

Se a nuvem lhe empana o caminho, espera que a nuvem se dissolva e torna a fulgurar.

Se a tempestade agita o firmamento, aguarda a recuperação da harmonia e volta à missão do amor...

Não te esqueças.

O mundo jaz repleto de obstáculos da incompreensão, dos tormentos do ódio, temporais de lágrimas, provações e infortúnios.

Aqui, em vales de sombra, medra o escalracho da discórdia, ali, abre-se o abismo de aflitivas desilusões. Além, multiplicam-se cardos venenosos do orgulho e do exclusivismo, da penúria e da crueldade, e mais além, destacam-se, agressivos e contundentes, largos espinheiros da intolerância...

Não perguntes, porém, pelos impedimentos prováveis.

Não relaciones as inquietações da marcha.

Recorda que o Cristo é o Sol de nossas vidas e sê para as sendas que te cercam o raio de sol infatigável no bem, espalhando em tua passagem o júbilo da esperança renascente, o dom imperecível da luz e a graça do perdão.

Aprendamos a entesourar os dons da vida, respeitando os ensinamentos que o mundo nos impõe, na certeza de que entre a humildade e o trabalho, alcançaremos, um dia, os cimos da Luz.

Do livro “Jóia” – Francisco Cândido Xavier – Emmanuel


Imagem: http://images.google.com.br

domingo, 20 de junho de 2010

DIÁLOGO X ESPIRITUALIDADE



Olá queridos (as) amigos (as), estou eu mais uma vez participando deste belo projeto, a Blogagem Coletiva Espiritual Ecumênica, à convite da querida amiga Roselia, do blog: http://espiritual-idade.blogspot.com/

Hoje o tema proposto é: Diálogo x Espiritualidade

É preciso que, mais do que meramente falar, aprendamos a dialogar.

Dialogar implica em respeito, quando exercermos a experiência do falar e do ouvir, com equilíbrio, permitindo a cada um se expressar.

Dialogar, não implica em pensar de forma igual, nem querer sustentar razão absoluta, mas trocar a riqueza de cada um e assim ampliar horizontes harmoniosamente.

Além de dialogarmos com as pessoas, tenhamos o hábito de dialogar com Deus, faz um bem enorme, traz alento e paz, pois sem dúvida alguma, Ele sempre nos ouve e responde, não em palavras ouvidas pelos ouvidos, mas se prestarmos atenção e sentirmos ao que vem do fundo do coração.

Esforcemos-nos em usar o nosso falar e o nosso ouvir, de maneira que sempre seja permeado pelo Bem, pela Paz e pelo Amor.

Meditemos um pouco sobre o tema, lendo um trecho do Livro: “Caridade” - Edição IDE – Francisco Cândido Xavier – Espírito MEIMEI

UM QUARTO DE HORA

Quando tiveres um quarto de hora à disposição, reflete nos benefícios que podes espalhar.

Recorda o diálogo afetivo com que refaças o bom ânimo de algum familiar, dentro da própria casa; das palavras de paz e amor que o amigo enfermo espera de tua presença; de auxiliar em alguma tarefa que te aguarde o esforço, para a limpeza ou o reconforto do próprio lar; da conversação edificante com uma criança desprotegida que te conduzirá para a frente as sugestões de boa vontade; de estender algum adubo a essa ou aquela planta que se te faz útil; e do encontro amistoso, em que a tua opinião generosa consiga favorecer a solução do problema de alguém.

Quinze minutos sem compromisso são quinze opções na construção do bem.

Não nos esqueçamos de que a floresta se levantou de sementes quase invisíveis, de que o rio se forma das fontes pequeninas e de que a luz do Céu, em nós mesmos, começa de pequeninos raios de amor a se nos irradiarem do coração.

Imagem: http://images.google.com.br

quarta-feira, 16 de junho de 2010

PENSAMENTOS



PENSAMENTOS

Quando nos propomos a corrigir algum ato ou palavra, a primeira coisa a fazer é corrigir o coração.

A lágrima que fazemos verter em olhos alheios, marejam duplamente nos nossos.

A quem recebe mais, mais será pedido.

Aquele que é amado, mais lhe será cobrado o amor.

Não nos esqueçamos de que a vida na carne é breve, porém essencial.

Ao espírito é dada a responsabilidade da moral a zelar, e, ao corpo, da semente plantar.

Quando olharmos para trás, que nossos olhos divisem um campo florido, ou pelo menos, pronto para semear.

Aquele que aguarda sentado, na vida passa atrasado. Aquele que se levanta, no mínimo avança.

A paz não é troféu de prova rápida, é conquista de grande maratona.

Quem aprende a viver, rápido se eleva, pois na vida mais vale a educação do espírito do que qualquer bem que não se leva.

Amigos, aqui vos deixo, nenhuma saudade ou tristeza, pois a vida é infinita e nós estamos juntos até que Deus queira.

Trecho do livro: “Em Brancas Asas” – Espíritos Diversos – pág. 65 e 66 – 1ª edição – outubro / 1995

Equipe Mediúnica Amor e Caridade – Americana- SP

Imagem: http://images.google.com.br

Mais um Selinho...



Amigos(as) recebi este lindo selinho dos meus queridos Janetinha do blog http://adoteoamor.blogspot.com/ e também do Jorge do blog http://nectantaurus.blogspot.com/

Quero agradecê-los do fundo do meu coração pela lembrança e pela amizade de vocês dois, que são pessoas maravilhosas, com quem aprendo muito e gostaria de convidar todos os que me visitam, a conhecer seus lindos blogs, pois são maravilhosos.

Só tem duas regras, uma delas é que tenho que falar nove coisas recentes sobre mim e a outra é repassar para nove amigos (as).

Vamos lá:

1 - Crie uma conta no Twitter a poucos meses, é isso foi algo muito bom, pois me levou a querer criar um blog.

2 - Criei meu primeiro Blog: DoceFilosofia

3 - Criei mais outro DolceAlgodao

4 - Assisti vários filmes, dentre eles Avatar, gostei muito.

5 - Vocês sabem que amo ler, no momento estou lendo “Pão Nosso” Chico Xavier – Emmanuel

6 – Fui pra São Paulo dois finais de semana, passear por lá...almocei num restaurante ótimo na Paulista com alguns amigos

7 – Tenho escrito alguns poemas...mais de brincadeira.... gosto de escrever

8 – Tenho exercitado muito na prática, o que tenho aprendido na teoria, bom estou tentando ao máximo

9 – E por último, ontem criei mais um Blog: EncantoEmPalavras

Quanto a outra regra, de indicar 9 amigos...vocês já sabem...eu quebro...e ofereço este selinho a todos vocês amigo(as) que me são muito queridos...

Levem ...é pra vocês!!!

domingo, 13 de junho de 2010

FÉ X ESPIRITUALIDADE



Esta é mais uma participação na Blogagem Coletiva Espiritual Ecumênica, da querida amiga, Roselia, do blog http://espiritual-idade.blogspot.com/

O tema de hoje é: Fé x Espiritualidade

Amigos e amigas, tanto sabemos da importância da Fé em nossas vidas e o quanto ela acrescenta em nossa Espiritualidade.

Penso que ter Fé é essencial a todos, independentemente da religião que acreditamos ou que seguimos.

Somos todos irmãos e estamos nesta vida para crescermos interiormente. Não importa o caminho, o que importa é termos esse sentimento que nos ligue a algo Maior, que nos faça bem e que nos torne melhores a cada dia.

Cultivemos amorosamente a Fé em nossos corações e cuidemos para que ela fique bela, floresça e dê bons frutos em nossas vidas.

Trouxe um trecho do livro “Episódios Diários” – Divaldo Pereira Franco – Joana De Ângelis , para refletirmos um pouco acerca do tema.

FORÇA DA FÉ

A fé religiosa, assentada nas sólidas bases da razão, constitui equipamento de segurança para a travessia feliz da existência corporal.

Luz acesa na sombra, aponta o rumo no processo humano para a conquista dos valores eternos.

O homem sem fé é semelhante a barco sem bússola em oceano imenso.

Quando bruxuleia a fé, e se apaga por falta do combustível que a razão proporciona, ei-lo a padecer a rude provação de ter que seguir em plena escuridão, sem apoio nem discernimento.

A fé pode ser comparada a uma lâmpada acesa colocada nos pés, clareando o caminho.

Sustenta a tua fé com a lógica do raciocínio claro.

Concede-lhe tempo mental, aprofundando reflexões em torno da vida e da sua superior finalidade.

Exercita-a, mediante a irrestrita confiança em Deus e na incondicional ação do bem.

A fé é campo para experiências transcendentes, que dilatam a capacidade espiritual do ser.

Com o dinamismo que a fé propicia, cresce nas tuas aspirações, impulsionando a vontade na diretriz da edificação de ti mesmo, superando impedimentos e revestindo-te de coragem com que triunfarás nos tentames da evolução.

Conforme a intensidade da tua fé, agirás, fazendo da tua vida aquilo em que realmente acreditas.

Imagem: http://images.google.com.br

MAIS UM MIMO...


Ganhei este selinho encantador da minha queridíssima amiga, Marineide do blog http://mimosehomenagens.blogspot.com/
Visitem este e vejam também seus outros blogs, que são absolutamente maravilhosos...vale a pena conhecer e acompanhar de pertinho!

Regras:
Dizer de quem recebi o selinho e colocar o link da(o) amiga(o)
Dizer tres coisas que admiro numa pessoa:

Honestidade
Bondade
Integridade

Indicar 6 amigos(as):
Bom, esta parte da regra eu quebro... e ofereço este mimo a todos vocês meus amigos(as) que aqui sempre me visitam e mais do que comentários, me deixam suas amizades e carinhos...

Beijos em seus corações!!!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

ENTRAVES FELIZES


ENTRAVES FELIZES

Não enfatizes, em demasia, os obstáculos humanos, porque, em muitos lances da existência, os entraves do caminho se revestem de natureza providencial.

A festa que perdeste foi o meio de que se valeram os benfeitores espirituais para evitar-te o encontro com alguém, cuja influência apenas te envolveria em complicações.

A herança a que tinhas direito e que, por várias circunstâncias, não pudeste receber, terá sido um peso fatídico retirado de teus ombros.

O encontro marcado que não se efetuou decerto te liberou aborrecimentos e prejuízos.

O companheiro que se afastou, conquanto te lastimes, foi o estímulo para que te desvencilhasses de ruinosa dependência.

O órgão doente que, porventura, ainda carregues, é a peça de controle, a fim de que não te percas da ponderação e do equilíbrio.

Em todos os episódios que te pareçam contrários, guarda serenidade e paciência, porquanto dia virá no qual reconhecerás que todos os obstáculos que te impediram o acesso ao que mais desejavas e não tiveste, foram bênçãos de Deus para que hoje usufruas as vantagens que tens.


Do livro “Jóia” – Francisco Cândido Xavier – Emmanuel

Imagem: http://images.google.com.br

terça-feira, 8 de junho de 2010

NÃO TE CANSES


NÃO TE CANSES

"Não nos desanimemos de fazer o bem, pois, a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos." Paulo (Gálatas, 6:9)

Quando o buril começou a ferir o bloco de mármore embrutecido, a pedra, em desespero, clamou contra o próprio destino, mas depois, ao se perceber admirada, encarnando uma das mais belas concepções artísticas do mundo, louvou o cinzel que a dilacerara.

A lagarta arrastava-se com extrema dificuldade, e, vendo as flores tocadas de beleza e perfume, revoltava-se contra o corpo disforme; contudo, um dia, a massa viscosa em que se amargurava converteu-se nas asas de graciosa e ágil borboleta e, então, enalteceu o feio corpo com que a Natureza lhe preparara o vôo feliz.

O ferro rubro, colocado na bigorna, espantou-se e sofreu, inconformado; todavia, quando se viu desempenhando importantes funções nas máquinas do progresso, sorriu reconhecidamente para o fogo que o purificara e engrandecera.

A semente lançada à cova escura chorou, atormentada, e indagou por que motivo era confiada, assim, ao extremo abandono; entretanto, em se vendo transformada em arbusto, avançou para o Sol e fez-se árvore respeitada e generosa, abençoando a terra que a isolara no seu seio.

Não te canses de fazer o bem.

Quem hoje te não compreende a boa-vontade, amanhã te louvará o devotamento e o esforço.

Jamais te desesperes, e auxilia sempre.

A perseverança é a base da vitória.

Não olvidas que ceifarás, mais tarde, em tua lavoura de amor e luz, mas só alcançarás a divina colheita se caminhares para diante, entre o suor e a confiança, sem nunca desfaleceres.

Da obra: “Fonte Viva” - Francisco Cândido Xavier – Espírito Emmanuel

21a edição. Lição 124 - Rio de Janeiro, RJ: FEB, 1997

Imagem: http://images.google.com.br

domingo, 6 de junho de 2010

ACOLHIDA X ESPIRITUALIDADE



Queridos amigos (as), esta é a minha primeira participação na BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL, a convite da querida amiga Roselia, do blog http://espiritual-idade.blogspot.com


O Tema de hoje é: Acolhida x Espiritualidade

Acolher, em si, é uma palavra sublime, que nos remete a pensar em envolver, proteger, ajudar solidariamente, enfim: AMAR.

Acolher é um exercício para cada um de nós e muitos podem ser os gestos de acolhida para com o próximo, pois a vida tão rica como é, nos coloca situações de acolhimento a todo momento, basta escolhermos ter essa atitude, tais como: a mãe que acolhe o filho em seu ventre, o diálogo respeitoso entre as pessoas, a palavra de conforto ao irmão, o olhar que envolve com carinho, a atenção dada a quem se aproxima, a quem busca aconselhamento, conforto espiritual, auxílios dos mais diversos [...], porém sempre sem preconceitos, sem julgamentos, simplesmente acolhendo.

Acolher, não é meramente função de alguns ou das igrejas, mas é ação de Amor para todos nós colocarmos em prática, o que nos coloca intrinsecamente ligados à Espiritualidade, na intenção em tornarmos melhores e em prol de um mundo igualmente melhor.

Vocês que aqui me visitam, sintam-se amorosamente acolhidos por mim, sintam-se recebidos com meu carinho e Amor para com todos vocês...

Trouxe este trecho da obra: “Apostilas da Vida” - Francisco Cândido Xavier – pelo Espírito André Luiz - 5a edição. Araras, SP: IDE, 1993, para seguirmos este exemplo de acolhida e exercitarmos em nosso dia-a-dia o AMOR em seu maior sentido.

VOCÊ E OS OUTROS

Amigo, atendamos ao apelo da fraternidade.

Abra a própria alma às manifestações generosas para com todos os seres, sem trancar-se na torre de falsas situações, à frente do mundo.

A pretexto de viver com dignidade, não caminhe indiferente ao passo dos outros.

Busque relacionar-se com as pessoas de todos os níveis sociais, erguendo amigos além das fronteiras do lar, da fé religiosa e da profissão.

Evite a circunspecção constante e a tristeza sistemática que geram a frieza e sufocam a simpatia.

Não menospreze a pessoa mal vestida nem a pessoa bem posta.

Não crie exceções na gentileza, para com o companheiro menos experiente ou menos educado, nem humilhe aquele que atenta contra a gramática.

Não deixe meses, sem visitar e falar aos irmãos menos favorecidos, como quem lhe ignora os sofrimentos.

Não condiciones as relações com os outros ao paletó e à gravata, às unhas esmaltadas ou aos sapatos brilhantes, que possam mostrar.

Não se escravize a títulos convencionais nem amplie as exigências da sua posição em sociedade.

Dê atenção a quem lha peça, sem criar empecilhos.

Trave conhecimento com os vizinhos, sem solenidade e sem propósito de superioridade.

Faça amizades desinteressadamente.

Aceite o favor espontâneo e preste serviço, também sem pensar em remuneração.

Ninguém pode fugir à convivência da Humanidade.

Saiba viver com todos, para que o orgulho não lhe solape o equilíbrio.

Quem se encastela na própria personalidade é assim como o poço de água parada, que envenena a si mesmo.

Seja comunicativo.

Sorria à criança.

Cumprimente o velhinho.

Converse com o doente.

Liberte o próprio coração, destruindo as barreiras de conhecimento e fé, título e tradição, vestimenta e classe social, existentes entre você e as criaturas e a felicidade, que você fizer para os outros, será luz da felicidade sempre maior, brilhando em seu caminho.

ACOLHAM DOCEMENTE...SEMPRE AOS MOLDES DE CRISTO...

MEU ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNO À TODOS VOCÊS...

Imagem: http://images.google.com.br

SELINHOS, CARINHOS QUE RECEBO



Recebi estes mimosos selinhos da queridíssima amiga Valerie do blog http://celeirodeluz2.blogspot.com/

Obrigada amiga!!! Você habita em meu coração!
Visitem seu blog...é maravilhoso!!!

Estes selinhos não tem regras, então, eu carinhosamente quero oferecer a todos vocês, meus amigos e amigas que os quiserem levar... levem...é para vocês!!!
Beijos à todos!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

CAMINHANDO...



CAMINHANDO...

Oi, minha gente, fazia tempo que a gente não mais se encontrava para conversar sobre aquelas coisas que às vezes fica um pouco difícil falar, difícil ouvir e difícil realizar. Falo realizar porque tudo na vida ultrapassa o limite do falar e ouvir. Realizar é preciso.

Hoje vamos falar sobre caminhos.

Caminhos que conduzem ao bem, caminhos que conduzem ao mal, caminhos que levam ao nada e caminhos que podem levar onde você determinar e para isso, você só tem que querer e realizar.

Fico no astral, minha morada atual, ouvindo e observando todas estas pessoas aí da Terra reclamando da vida, das dificuldades, das coisas atrapalhadas, emperradas e daquilo que não conseguem fazer.

Olha, minha gente, nessa nossa vida a dificuldade não existe de fato. É a mente que cria a dificuldade. Não bastasse criar a dificuldade, ainda alimentam a sua obra-prima com o requinte dos pensamentos negativos, de angústia, de desespero, de temor e incerteza diante da vida, Mas você sabe, além do medo, qual é o maior alimento para as dificuldades: é a incrível capacidade que você tem de se esquecer que foi criado com um coração feito para amar.

Acreditando ou não, tenho observado que de repente você fica sofrendo de uma amnésia temporária. É como o esquecer de si, perder o rumo de encontro consigo, do encontro com o deus interior, todo força, poder e maravilha.

Você já ouvir falar do amor caminho? E do caminho do amor?

Muito bem, resolvi neste instante que vou trocar a palavrinha caminho pela palavrinha estrada. Vou chamá-la de estrada. Vou chamar caminho de estrada, mas de estrada do amor.

Você já ouviu falar da estrada do amor?

Ela é uma grande avenida, cheia de flores multicoloridas e perfumadas com a essência de seus melhores sentimentos e que espalha para seus caminheiros o perfume da renovação e beleza para essa vida da gente.

Quando a gente começa a se preparar para por o pé nessa estrada, a poeira se levanta e muitas vezes pensamos em desistir, desistir de encontrar e seguir o caminho, o caminho verdadeiro.

Você pode imaginar o que é encontrar o caminho verdadeiro?

Encontrar o caminho verdadeiro é encontrar e seguir as pegadas de Jesus, o seu projetista, arquiteto e construtor.

Para seguir nessa estrada, minha gente, nada mais é preciso que abrir o coração, amar e sentir.

Nada mais é preciso que abrir o coração, deixar-se ser, abandonar-se naquele calor gostoso de ser você mesmo, de sentir-se, perceber-se como criatura de Deus, de se amar, amar e viver. Que fonte!...

Trecho do livro: “Vamos Ficar Bem” - Calunga/GEEID "Bezerra de Menezes"

Imagem: http://images.google.com.br

SELINHO: PINGUINHO DE GENTE


Recebi este selinho da minha querida amiga Cigana, do blog http://valedosolencantado.blogspot.com/

Obrigada amiga... fico imensamente feliz em receber este mimo de você.

As regras são as seguintes:

1) Pegar o selinho ;

2) Deixar um recado para quem te oferece o selinho;

3) Dizer 5 coisas que você gosta de fazer:

Amo ficar em casa com a família e minha cachorrinha

Amo ler e escrever

Adoro cultivar amizades

Adoro cuidar dos meus blogs

Colocar Amor em tudo o que faço

4) Indicar 10 blogs para receber o selinho.

Querida, me permita quebrar esta regra...este é o quarto selinho que ganho esta semana entre meus blogs e não quero ser injusta e escolher apenas 10 pessoas, pois gosto demais de todos os amigos...

Então queridos amigos e amigas...fiquem à vontade para levar este meigo selinho.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails