segunda-feira, 25 de abril de 2011

A CANOA E O APEGO

A CANOA E O APEGO

Nasrudin estava na margem de um rio e queria passar para o outro lado. A correnteza era muito forte e seria impossível atravessá-lo a nado.

Foi quando Nasrudin viu uma pequena canoa presa na vegetação ribeirinha. Rapidamente colocou o bote n'água e pôs-se a remar para o outro lado. Com a ajuda da canoa, ele rapidamente atingiu a outra margem. Assim que botou os pés em terra firme, pegou a canoa, colocou-a nas costas e partiu em direção à floresta.

Algumas pessoas que haviam observado toda a cena, ficaram espantados com aquela atitude inesperada de Nasrudin. Eles foram e lhe perguntaram: "Por que você colocou a canoa nas costas? De que ela lhe servirá agora que você já atravessou o rio?"

Nasrudin então, já vermelho, suado e cansado do esforço em carregar a embarcação nas costas, lhes respondeu: "Essa canoa me ajudou muito a atravessar o rio. Eu não posso abandoná-la. Espero que agora ela me ajude também a atravessar a floresta."

Assim somos nós. Ficamos apegados ao passado e o transformamos em um pesado fardo em nossas vidas.

Autor desconhecido

Imagem: http://images.google.com.br

21 comentários:

  1. oi Valeria,
    bom dia minha amiga

    o passado deixa raizes grossas dentro de alguns de nós,
    precisamos aprender a podar e renovar a terra continuamente...

    beijinhos minha linda,
    espero que sua Páscoa tenha sido cheia de paz...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Valéria.
    O passado, as vezes, nos faz ficar preso onde mais devemos seguir.
    Refletindo sempre.
    Boa semana
    Xeros

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Val, acho que este texto foi pra mim rss
    Ontem conversamos sobre isso... algo que ainda carrego e preciso deixar não é? estou com dificuldades de deixar a canoa, mas estou me esforçando, obrigada!
    Beijos e boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
  4. Temos o passado e o futuro, o presente é o barco da memória, acho, abraços

    ResponderExcluir
  5. gostei desse ensinamento. realmente, as dores e mágoas do passado nos prendem o futuro, nos amarram e não nos deixam navegar pelo rio da vida.
    é importante deixarmos que as águas levem tudo embora, que sigamos nosso rumo.

    boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Nasrudin traz uma lição grandiosa.
    É como continuar pagando a prestação da geladeira quando ela já está paga.
    Foram 12 meses e o carnê acabou, mas lá estamos nós na boca do caixa, pagando e pagando.
    Beijinho Valéria e uma semana de muita paz para vc.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia,Valéria!!

    Olhando o apego desta forma, nos mostro o tamanho da tolice que é guardar o que não usaremos mais...(material, ou sentimental...).
    Adorei o post! Sempre que precisar, vou lembrar!!rsrs
    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito dessa historinha...Bela reflexão! beijos,um carinbho especial,chica

    ResponderExcluir
  9. Muitas lições passam a mensagem, o não agradecimento a vida, aquela canoa que alí estava para sua salvação, como a atitude de alí deixar permanecer, parar e pensar que outro alguém poderá um dia precisar dela. Eis ai o egoismo deixando marcas...

    Valéria minha flor, tenha a mais perfeita semana de conquistas e paz no teu coração...


    Bjs

    Livinha

    ResponderExcluir
  10. É minha querida, precisamos aprender a deixar as coisas em seus lugares, senão sempre estaremos com excesso de bagagem.
    Tem um selinho esperando por você lá no meu blog,Bate Papo com a Pris.
    Uma linda semana pra vc.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Olá amiga. Estive ausente durante a Semana Santa. Agora de volta, após a Páscoa, desejo-lhe renovação constante com muitas bênçãos em sua vida. Beijos. Adoro as histórias de Narusdin. Estar preso ao passado nos paralisa, nos impede avançar e progredir. Amei.

    ResponderExcluir
  12. Olá Valéria!

    Muito oportuno esse ensinamento. Não dá mesmo pra ficarmos agarrados ao passado. Temos que avançar, como diz a música: livre, leve e solto.
    Temos que evitar que as dores sofridas no passado maculem nossas alegrias do presente e emperrem nossa caminhada futura.
    Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  13. Minha querida, eu... Já fiz isto...
    Cresci em Vila Matilde, e lá sempre voltava como que rever um passado que já não existia.
    Escola, professores, coleguinhas, albúns de figurinha... Enfim um saudosismo que estava me tornando preso a ele.
    Hoje, sem esse saudosismo exagerado me sinto bem melhor.
    Vale o texto como uma advertência para quem vive encucado com o passado.
    Um abraço afetuoso, beijos em teu coração.

    ResponderExcluir
  14. Ola querida amiga:
    Penso que devemos deixar o passado lá atrás, principalmente o que nos impede de progredir, de seguir a vida. Acreditar que temos direitos exclusivos, é apego, não importa a que se refere, a um objeto, uma pessoa ou a uma situação vivida, este sentimento trava, trás dor e principalmente solidão. Compartilhar, dividir, aceitar que o passado não volta e aprender, ou se alegrar pelo que passou, ou até mesmo perdoar seu passado, nos leva a um presente e futuro mais tranquilos e acertados.
    com carinho
    Léah

    ResponderExcluir
  15. Oiee Val!!

    Td está aonde deve estar.....o q passou não volta mais. Temos q tirar do passado a lição essencial pra construir um presente lindo pro futuro.
    Bjss♥

    ResponderExcluir
  16. É verdade,Valeria!Ainda precisamos nos desapegar das coisas do passado para seguir a vida com leveza!Linda sua msg!Bjs,

    ResponderExcluir
  17. Nossa, que linda história...

    Uma ótima advertência sobre o passado.

    Devemos tirar das nossas experiências o aprendizado, para aplicá-lo no presente, construindo um futuro melhor.

    Realmente o apego pode ser algo muito prejudicial...

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Val,passando para reler e refletir sobre seu belo texto e agradecer seu gentil comentário em meu blog!Bjs,

    ResponderExcluir
  19. Oi Valéria!
    Minha xará, descobri seu blog no post de despedida de Jeanne e vim visitá-la. Um post para reflexão! Quantas canoas muitas vezes teimamos em carregar e podendo esquecê-las para caminhar com mais leveza... Abs

    ResponderExcluir
  20. Muito legal Valéria, é bem assim mesmo que acontece, cada situação exige atitudes diferentes.
    Como é difícil a mudança1
    beijos

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails