segunda-feira, 24 de outubro de 2011

AMÁLIA... (de ValériaC)

E assim vivia Amália, no alto de seus 82 anos, muito bem vividos, ainda esbelta, numa beleza peculiar, cabelos grisalhos, impecavelmente arrumados, presos no alto da cabeça, pele conservada, apesar das rugas que no fundo lhe davam orgulho, tinha ares de quem foi feliz, apesar das agruras da vida.

Seguia as horas, sentada em seu banco preferido, no jardim de sua casa, sob um caramanchão de flores pendentes, donde vinha uma brisa suave, trazendo o perfume das flores, que tanto lhe renovava o espírito.

E por lá observava o constante saltitar dos pássaros de galho em galho, o balançar manso das folhas e ia pensando na beleza da vida[..] e como lhe fora generosa a vida, agora, que olhava para trás, o correr dos anos, constava com alegria, que tinha tido um bom companheiro, agora descansando nos céus, três filhos maravilhosos e vivia rodeada pelos netinhos.

Tinha vontade de ensinar tantas coisas à eles, como fizera com seus filhos e foi neste instante , que determinada a fazer isso, Amália decidiu que todas as tardes, pelo resto de seus dias escreveria contando um pouquinho de seus pensamentos, enfim, tudo o que ela gostaria de ensinar e deixar perpetuando para seus netos e para quem mais quisesse ler. Buscou um caderno e caneta e iniciou o primeiro capítulo.

“Meus amores, decidi que vou lhes contar um pouquinho da minha história, das minhas experiências de vida, tudo o que ela me ensinou, em meio a tristezas, mas também, de muitas alegrias. Gostaria tanto de lhes ensinar atalhos, que os afastasse dos sofrimentos, mas sei que cada um trilha seu próprio caminho, face as escolhas que faz na vida, vivendo as lições que seu espírito mais precisa viver, mas gostaria que ao menos refletissem o que esta sua avó tem a dizer:

Como já disse antes, muito aprendi com a vida, aprendi a importância de sentir gratidão pelos dias vividos, pela beleza de cada lição recebida e muito me alegraria que aprendessem desde cedo a respeitar mais as pessoas, aceita-las, assim como saber valoriza-las, a entenderem que por trás das rugas há um coração que “fala” e sente, que vocês entendam que a verdadeira beleza do ser, nem sempre é visível simplesmente olhando o exterior, pois as maiores belezas encontramos bem lá no interior das pessoas e nós, tal qual caçadores de pérolas, temos que desenvolver a habilidade de percebe-las, pois estas são as perolas verdadeiras.

O tempo passa depressa demais, apesar de alguns momentos, as horas pareçam se arrastar, mas lembrem-se, como num piscar de olhos, décadas passam, portanto, valorizem cada um de seus momentos, para que nada tenham a lamentar ou se arrepender, pois aprendi que não vale a pena passar a vida se lamentando pelo que fez ou pelo que deixou de fazer ou pelo que não teve, mais vale fazer o melhor que sabemos e sermos gratos a tudo o que tivemos e vivemos.

Não pensem vocês que minha vida só foi de alegrias, como meu olhar, meu sorriso fácil demostra, tive também problemas, dores e sofrimentos, mas os enfrentei e com eles muito aprendi, foram lições preciosas que forjaram o meu espírito e me fez ser quem sou.

Sobretudo, não se esqueçam da importância do Amor, esta é a lição que mais quero fortemente deixar gravada em cada um de vocês e muitos capítulos pretendo dedicar a este tema essencial na vida. Por hora quero que se lembrem que o Amor que trazemos como sementes a germinar e brotar constantemente em nossos corações é infinito, com o amor que trazemos no peito, podemos abundantemente amar o mundo e se quisermos, sempre terá mais e mais para doarmos, portanto, jamais economizem amor, o demostrem sempre em palavras e gestos, o cantem em prosa e versos, o espalhem em cada canto mundo. Isto seguramente vai fazer com tenha valido a pena termos vivido.”

Amália fechou o caderno e ficou ainda a refletir. Pararia por ali e amanhã ao cair da tarde, continuaria, pois tinha tanto a falar e tão pouco tempo para tudo dizer...

Texto de: ValériaC

Imagem: daqui

29 comentários:

  1. Valéria
    Espero que não pare por aqui. Agora quero saber tudinho da vida da Sra. Amália.
    Que coisa não Fiquei refletindo... podemos abundantemente amar o mundo se quisermos, sempre terá mais e mais para doarmos... tem gente que nem sabe que tem amor dentro de si e que não custa nada (a não ser passar por cima do ego) e podemos espalhar e espalhar e....
    Como nosso planetinha seria mais feliz e os homens menos doentes e amargos.
    Parabéns pelo texto.
    Uma semana de luz e paz pra vc.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Que lindo e tão bom que existam essas D.Amálias pra repartir segredinhos de vida e bem viver...E certamente, ela tem muiiiito a contar! Faltará tempo!!!beijos,ótima semana,chica

    ResponderExcluir
  3. Amália tem muito tempo a poder ensinar. Lindo e reflexivo Srta, abraços

    ResponderExcluir
  4. Quem construiu história (ainda mais sob esses pilares tão respeitáveis) pode e até deve transmitir aos que ficam. E assim a generosidade vai se enraizando, os laços afetivos vão se estreitando, coisa de que tanto temos precisado. Linda a história, Valéria. Um abraço grande e ótima semana.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Uauu, fiquei encantada com a Amália e espero sinceramente que tenha muitos e muitos mais capítulos com palavras tão doces e cheias de sabedoria, amei ler isso.
    Amiga querida, que tua semana seja abençoada e cheinha de coisas boas, beijos mil pra ti!

    ResponderExcluir
  7. A sabedoria de vida da Amália é o lenitivo para outras que surgem. Exemplos dignificantes. Na sobriedade de sua vida ela adquiriu todo o direito de ensinar.
    Abraços, Célia.

    ResponderExcluir
  8. Quantos ensinamentos...mas desenvolver em nós a capacidade de enxergar a beleza que cada um tem no seu interior deveria ser exercício diário. Linda a Dona Amália, lindo texto. Uma ótima semana, Valéria, bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida
    A experiência dos anos é um Dom para mim... me imagino à idade da senhora em questão e de quanta coisa haverei eu de ter conseguido libertação...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  10. Um lindo texto que desperta na gente a vontade, também, de colocar o nosso coração.
    A vida na Terra passa muito rápido, é preciso que tenhamos como meta o amor pleno de gratidão a todos, pois cada pessoa que se relaciona com a gente, seja de que modo for, sempre nos acrescenta alguma coisa, para o nosso crescimento.
    Há pouco tempo atrás falei da gratidão pela mãe das minhas filhas de quem estava há muito separado. Hoje mais do que nunca sou grato por tudo e inclusive a Deus pela serenidade, minha e de minhas filhas, pois ela retornou a Pátria Espiritual, agora no dia 14.
    A vida deve ser vivida sempre com muito amor e gratidão pois, num piscar de olhos ela já passou.
    Valéria minha querida amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Belas e doces palavras...
    Adorei o texto, transmite experiencia e tranquilidade.

    Faz uma visitinha no meu blog, ><
    atravesdascores.blogspot.com
    Abraço!!

    ResponderExcluir
  12. Valeria,que lindo esse diario da Amalia!Uma msg de amor para todos!Gostei demais!bjs,

    ResponderExcluir
  13. oi doce Valeria...

    eis o grande e verdadeiro ensinamento da vida....o que se viveu...

    gostei muito....

    meu carinho e o desejo que sua semana seja abençoada!

    Zil

    ResponderExcluir
  14. Valéria,
    do coração para o papel, as letras de Amália ensinam, acarinham, orientam e revelam a história de uma vida plena de sabedoria.
    E é ainda com amor que ela compartilha tudo isso com seus queridos.
    Um lindo exemplo esse, o de Amália.
    Um lindo e tocante conto esse, o teu.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  15. Oi Valéria!
    Sábia D. Amália!
    A minha sogra chama-se Amália, tem 80 anos, mas a vida não lhe trouxe a satisfação para ver seu pôr do sol com o colorido que ele tem.
    Beijinhos e uma linda semana

    ResponderExcluir
  16. Bom dia minha linda flor!!! Vc mudou o fundo aqui né? Ficou lindooooooo, vc tem esse jeito de flor branca, eu amo de paixão flor branca, pq para mim é símbolo de paz.

    Bom, me emocionei muito com o texto, seu jeito de escrever toca minha alma demais da conta. Sabe minha dolce amiga, as pessoas têm sempre tanto medo de envelhecer e isso é uma coisa que não tenho, tem gente que diz pra mim que é pq sou nova, mas sei que não. Cada idade tem seu encatamento, seus descobrimentos, seus fascínios mesmo. E como dona Amália quero muito poder deixar só coisas boas, lições e palavras doces para aqueles que amam e quando eu for pro outro plano ainda vão ficar mais um tempo nesse. Não existem fórmulas certas, existe apenas a verdade que corre no nosso core, mas ler sobre o que outras pessoas dizem sobre a vida e como elas encararam certas situações é muito bom, acho que por isso sou fascinada por biografias. rsrs

    Vc, meu amore, com certeza deixará para seus filhotes belas lições, deixará uma marquinha de mel no coração de quem tocar...no meu já está aqui, vc sabe! ;)

    bjokitas recheadas de muito carinho.
    Amo vc de montão.

    ResponderExcluir
  17. Valzinha, voltei, pois me lembrei de um trecho que fala sobre a velhice, da Lya Luft que tem pensamentos que eu adoro e que são verdadeiros exemplos pra mim:

    "A chegada da velhice não precisa enferrujar a alma, sendo inevitável ela devia ser guardada e recebida como uma amiga há muito anunciada. Ela vem aos poucos, vem mansa. (...) O espírito é mais importante que as rugas, manchas, andar lento e corpo encolhido. (...) um espírito próprio de cada idade, aberto e gentil."

    :)

    ResponderExcluir
  18. Meus amores de amigos(as), fico feliz demais com a participação de cada um de vocês, com suas presenças que fazem toda a diferença sempre.
    Estou um tanto atrasada com as visitas em seus Blogs, por diversos motivos, mas estarei aos poucos colocando as visitas que tanto gosto de fazer, em dia.

    Escrever este texto foi muito tocante para mim, é fictício, mas bem sei que de certo modo todos temos um pouquinho da Amália em nós. Escrever em nossos Blogs é um pouco isso, só que ao invés de caderno e caneta, usamos computadores, temos nossos Blogs.
    E tudo o que neles colocamos são um pouco de nós que fica para os nossos filhos, nossos amores e amigos e para quem mais quiser ler.
    Quanto a envelhecer, eu aceito como algo natural, só me entristece as vezes perceber que os outros que nos cercam, nem sempre percebam assim e só enxerguem nosso exterior ao invés de perceber e sentir a nossa essência. Esta maneira equivocada que muitas pessoas tem de encarar o passar do tempo deveria ser bem avaliada por todos nós, para que aceitássemos mais o que é inevitável, aprendessemos a respeitar e valorizar as pessoas de TODAS as idades, pois cada um é uma pedra preciosa de valor inestimável, basta olharmos atentamente.
    Tenham todos um feliz dia!

    ResponderExcluir
  19. Valéria querida,bela idéia e bela história e no fundo o que fica é a mensagem de amor e otimismo,de respeito e altruismo.
    Me faltam 10 anos para a idade de D.Amália,mas você me deu uma ótima idéia.
    Bjssssss e muito carinho,
    Leninha

    ResponderExcluir
  20. Valéria,

    Texto sublime. Assim deveríamos ser, ter essa capacidade para registrar nossas experiências aos jovens e pequenos. Que Dona Amália se multiplique pelo mundo, pois precisa-se de amor , afeto, histórias de vida, que nos guiem e ensinem o caminhar e, certamente... muita poesia .

    Abraços,

    Aureliano.

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga!!!

    Que conto lindo!!!Acredito que existam Amálias, que deixam um pedacinho de suas vivencias escritas,para que outros possam aprender e se emocionar!!!
    Parabéns minha linda!!!Ficou um texto tocante e de muita emoção!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Minha querida Valéria!
    Que beleza de texto!... Quanta sabedoria... linda a história de Amália, que belo exemplo de amor e dignidade, uma verdadeira lição de vida!!!
    Como sempre, maravilhoso seu escrito!
    Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  23. Val,quanta razão vc tem!Quando escrevemos nos blogs vivemos e revivemos muitas coisas!Lindo seu conto!Bjs,

    ResponderExcluir
  24. Oi Valéria,
    Que ótima ideia teve Amália em repassar aos netos suas experiências e valores. Os idosos possuem muita sabedoria e seria um ganho muito grande para os jovens herdarem seus ensinamentos.
    Amei o sábio texto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Lindo, comovente e instigante, ficarei esperando o desenrolar desse diário.
    beijos,
    Léah

    ResponderExcluir
  26. Valéria flor querida,

    Quanta sensibilidade nestas palavras.
    Acredito que o maior tesouro que podemos deixar para todos que compartilham de nossa presença, serão sempre nossas atitudes perante os acontecimentos da vida.
    E deixar registrado todos estes momentos como nossa querida Amália, é transmitir com todo o coração belíssimos aprendizados, que infelizmente nem todos conseguem captar...

    Linda mensagem minha irmã, que nos deixa um outro belo exemplo, de nunca nos acomodarmos....não importa a idade.
    Pois quanto mais estamos ativos (fisicamente e mentalmente), mais estamos em harmonia com o Universo, que é movimento e expansão.
    Admiro muito pessoas com a mesma visão de Amália, que não se rendem ao tempo......pois conheço tantas pessoas que com o passar dos anos, se fecham achando que não existe mais nada que possam aprender com a vida, e isto é muito triste.

    Linda mensagem, vamos esperar mais alguns ensinamentos de nossa Amália!

    Um grande beijo em seu coração!!!

    ResponderExcluir
  27. olá Valéria. Belo texto! Belo exemplo de viver. Belos ensinamentos. Linda mensagem amiga! Agradeço todo seu carinho e visita. Obrigada! Bjos e ótima semana pra vc.

    ResponderExcluir
  28. Que belo texto! Que exemplo e que lição de vida essa Amália nos dá.
    Sem dúvida nenhuma um texto para ler
    sempre!

    Um grande abraço Valéria querida, fique na paz

    ResponderExcluir
  29. Oi, Valéria!
    Seu texto é uma ótima parábola para demonstrar que sempre temos muito que aprender sobre a vida e que também podemos ensinar com nossas experiências.
    Tem, deveras, o dom de nos fazer despertar nosso autoconhecimento e sabedoria.

    Parabéns pela sabedoria!

    Abraços!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails