segunda-feira, 10 de outubro de 2011

AMOR E RELACIONAMENTO (de ValériaC)

Passamos a vida tentando aprender a como lidarmos bem com nossos relacionamentos, em especial, o romântico, mas apesar de todos os nossos esforços, nem sempre somos bem sucedidos.

Geralmente as pessoas julgam ser um fracasso em suas vidas, quando um relacionamento termina e está na hora de amadurecermos um pouco mais e vermos que tudo o que vivemos é válido, que mesmo nossos aparentes erros e desenganos, podem em muito nos ensinar, inclusive a fazermos diferente de uma próxima vez. Portanto, nada deve ser visto como fracasso, tudo é aprendizagem.

Outra situação que vejo demais é que ao fim de um envolvimento, as pessoas ficam se sentindo feridas(em seus orgulhos), querendo de volta tudo o que deram, sentem-se arrependidas por terem amado o outro, por ter se dedicado (agora, para quem não merecia), fica aquela estória de se querer de volta os carinhos dados, as fotografias e tudo o mais que lembre o relacionamento.

Sei que muitos de nós, inclusive eu mesma, já pensei exatamente assim, mas feliz foi o momento que despertei e como sempre digo, se eu fui capaz, todos são, se quiserem... e aprendi que amor para ser verdadeiro, ser maravilhoso, se faz necessário que seja literalmente incondicional, pois o bom é amar sem economia, em oferecermos o melhor de nós ao outro, seja por um dia ou por uma vida toda, enfim pelo tempo que o sentimento durar.

Como querer que o outro devolva o tempo, os carinhos, o amor que lhe dedicamos, se foi nossa própria escolha usar nosso tempo assim? Se não deu certo, tudo bem, nada a lamentar, deixemos de ser imaturos, porque amor que é amor não é mesquinho, amor é um sentimento inerente a nós e é um sentimento sem fim.

Que nunca nos lamentemos por termos amado, até mesmo quem nem merecia, é muito mais triste quem não é capaz de amar. Cada relacionamento que temos na vida, inclusive os românticos, sempre trazem inúmeras aprendizagens, promovem crescimento.

E se nos machucamos ao término de um relacionamento faz-se necessário um tempo para nos curarmos. Voltemos para nós mesmos e nos amemos muito, nos abracemos, sejamos nossos maiores amigos, nos permitamos ser curados com o próprio amor e quando nos sentirmos melhor, quando fortalecermos nossa autoestima, nos permitamos tentar a amar outra vez, porque amar, sempre valerá a pena.

Texto de: ValériaC

Imagem: daqui

35 comentários:

✿ chica disse...

Mais uma vez, brilhante teu texto e mensagem. Concordo... Nada pode ser devolvido até mesmo porque o tempo, não é palpável...Carinhos ficam e devem ser direcionados para uma novo amor, se for o caso de término de relacionamento. Não ficar arrumando raivas, gastrites e outras ites, com o ódio dentro de si.


beijos,linda semana,chica

Ives disse...

Amar não é esperar algo em troca, abraços e boa semana

Maysa disse...

é isto e mais alguma coisa nesta vida Valéria com toda certeza,
boa semana
elisa

♫*Isa Mar disse...

Maravilhoso teu texto amiga, que nunca nos lamentemos de nada, tudo foi válido e que a partir daí possamos contruir uma nova vida, mais conscientes e mais maduros.
Tudo sempre vale á pena, mesmo que os resultados não tenham sido tão bons, o importante é que quando aprendemos podemos construir tudo de novo de uma forma mais equilibrada.
Todos os dias temos a oportunidade de começar de novo e fazer a diferença em tudo.
Beijos em seu coração iluminado!

Meire disse...

Minha flor de algodão doce, eu acho que amor dado nunca é gastado ou jogado fora, mesmo que já não o sentimos por aquela pessoa, por N fatores. Não me sinto arrependida de nada do que fiz, principalmente se foi amor que dei, pois tudo na vida como vc colocou muito bem no seu texto é aprendizado. E se somos quem somos hj é por tudo o que fizemos lá atrás, por quem amamos e deixamos de amar.
O lance é amar por amar!! O resto é resto.

bjokitas recheadas de afeto lindona.

Lena disse...

Valéria, linda menina do sorriso franco e aberto
Amiga, que texto contundente esse seu. Muito bem explicadas essas situações de separação e culpabilidade. Só crescemos, realmente, quando aprendemos com nossos próprios erros e não devemos apontar culpados. Sempre somos e seremos responsáveis, também, por aquilo que fizemos ou deixamos de fazer.
Valéria, obrigada por sua presença constante e marcante nos meus espaços, com comentários sempre tão pertinentes e carinhosos! Bjkas com carinho e uma semana iluminada pra você!

AC disse...

Valéria,
Uma visão clara e solta, envolta em cativante lucidez.

Beijo :)

Élys disse...

Todo e qualquer relacionamento traz consigo um aprendizado e como tal, devemos sempre ser MUITO GRATOS por termos adquirido mais experiência e por todos os momentos que proporcionamos e nos proporcionaram...Todos os momentos vividos.
Que sua semana seja muito feliz.
Beijos, minha querida amiga.
Élys.

marciagrega disse...

Nada dura eternamente, pelo menos neste plano em que vivemos...O fim de um relacionamento é apenas o fechamento de um ciclo e uma possibilidade de abertura para outro que virá....

Beijão

ValériaC disse...

Oi gente, enfim cheguei por aqui agora...grata pela presença e palavras de vocês neste tema.

CHICA minha querida, você está certa...e quantas doenças..."ites" as pessoas arranjam para si, por conta de sentimentos mal resolvidos, não é mesmo?

IVES meu amigo, penso como você: amor de verdade, não espera nada em troca, pelo menos deveríamos nos lembrar disto. O que damos de nós ao outro, foi porque quisemos.

ELISA minha querida, sempre uma alegria te receber aqui. Grata por suas palavras.

ISA minha querida, é isso mesmo...tenho plena certeza de que tudo o que vivenciamos na vida sempre será para o nosso maior bem, mesmo o que aparente não ser; primeiro, porque mesmo que inconscientemente foram escolhas nossas e porque com o passar dos anos aprendi que absolutamente tudo nos é aprendizagem, tudo nos faz evoluir, despertar. Então, ao invés de lamentarmos, percebamos com outros olhos tudo o que vivemos, o quanto nos enriqueceu e nos trouxe até aqui e agora, para uma oportunidade de nos dar algo novo em nossas vidas.

ValériaC disse...

MEIRE minha querida, também penso assim, mas sei que muita gente ainda não consegue pensar, tão pouco digerir bem estes acontecimentos.
Geralmente, quando a pessoas entram num relacionamento, tem o intuito que ele dê certo, que o amor floresça, que este amor cresça. Mas nem sempre isto ocorre, até porque infelizmente ainda nos relacionamos muito baseados em fantasias, em expectativas que criamos com relação ao outro e tudo isso contribui para minar muito dos relacionamentos.
Portanto, tudo o que fazemos, falamos e vivemos é válido, mas se mesmo assim, houver o rompimento, nada temos que nos arrepender ou nos envergonhar, pois sempre tentamos fazer o melhor que sabíamos, tentamos amar. E nada é perdido, tudo é lição mesmo.

LENA minha querida, que alegria te receber por aqui. É isso mesmo, não temos que achar culpados, mas bem sabemos que cada um tem sua parcela de responsabilidade num relacionamento e/ou em seu rompimento. Mas não a título de julgamento ou cobranças e sim de entendimento mesmo.
Estamos todos em constante aprendizagem, porém, cada um no seu ritmo e maturidade.
Por mais doloroso que possa ser uma separação, como eu já havia dito, no fundo ambos estão procurando ser felizes, mesmo que em caminhos separados.
Leva tempo para se curar, mas nada como amar mais e mais, a sim mesmo, a vida, os amigos, para que um coração ferido se cure, se refaça e se abra a uma nova oportunidade de amar.

A.C. meu bom amigo, grata por suas simpáticas e generosas palavras...

ÉLYS meu querido amigo, mais uma vez você tocou num ponto que também acho muito importante: gratidão.
Sem dúvida, sempre que a gratidão pairar por entre os relacionamentos, mesmo quando rompidos, tudo será suavizado, porque se formos bem honestos conosco, tudo foi um tempo de imenso aprendizado, de enriquecimento espiritual fantástico. Quando conseguimos perceber os fatos com esta grandiosidade, podemos perceber o quanto isto é curador, o quanto refaz, o quanto propicia um novo recomeço na vida.

MARINEIDE minha querida, é verdade, como tudo na vida, relacionamentos também em muitos casos tendem a acabar e quando acabam, mais uma vez um ciclo se fecha, e para que um novo ciclo se abra de uma forma bem positiva, é sempre bom trabalharmos bem este enceramento,para que não fiquem "sequelas", não é mesmo?

Meus queridos(as) mais uma vez agradeço a participação de cada um de vocês, pois enriqueceram o tema.
Tenham uma maravilhosa semana...

claudiaymarques disse...

Valerinha docinho querida postei hoje sobre o amor..pequenos versos..e vima qui e me deparei com esse texto seu para se refletir..
Amiga sou a fotografia em sí de um casamento que não deu certo e passei um tempinho para entender que fiz minha parte..que tentei..que eu não fui culpada...é a vida..
Hoje a seis anos em um outro casamento mais maduro vejo que as chances são dadas e que o amor é uma caixinha de surpresa..;;Não podemos fazer do outro o nosso espelho..as pessoas são diferentes...
Enfim..espero estar no caminho certo,pois não nasci para arastar um casamento para dizer as pessoas que to casada etc..etc...já passei dessa fase de viver de aparencias..
Mas acredito no amor e acho que o casamento sempre vai estar em alta,pois as pessoas precisam tentar ser feliz no amor..vale a pena..
adorei sua reflexão valerinha..me abriu os olhos a alguns pontos..
beijos e boa semana..
titi

claudiaymarques disse...

Valerinha docinho querida postei hoje sobre o amor..pequenos versos..e vima qui e me deparei com esse texto seu para se refletir..
Amiga sou a fotografia em sí de um casamento que não deu certo e passei um tempinho para entender que fiz minha parte..que tentei..que eu não fui culpada...é a vida..
Hoje a seis anos em um outro casamento mais maduro vejo que as chances são dadas e que o amor é uma caixinha de surpresa..;;Não podemos fazer do outro o nosso espelho..as pessoas são diferentes...
Enfim..espero estar no caminho certo,pois não nasci para arastar um casamento para dizer as pessoas que to casada etc..etc...já passei dessa fase de viver de aparencias..
Mas acredito no amor e acho que o casamento sempre vai estar em alta,pois as pessoas precisam tentar ser feliz no amor..vale a pena..
adorei sua reflexão valerinha..me abriu os olhos a alguns pontos..
beijos e boa semana..
titi

Leonice disse...

Querida Valéria parabéns pelo lindo texto!
Os relacionamentos difíceis e doloridos em nossa vida seja romantico, familiar ou amizade deixa para nós lições preciosas!

Fique na Paz!
Beijos e uma ótima semana!

ValériaC disse...

CLAUDIA minha querida,adorei seu testemunho, seu ponto de vista. Também acho que ninguém deve ficar preso num relacionamento, se não estiver feliz com isso.
Acho que muitas vezes, a separação é inevitável e eu diria até mais, pode até ser saudável, em muitos casos. Porque tem relacionamentos que sufocam, que machucam, claro que tudo o que se vive é aprendizagem mesmo, o que nos possibilita fazer diferente, de forma mais amadurecida de uma outra vez.
Fico feliz que esteja feliz agora amiga. Fez muito bem em não se importar com as aparências e no que as pessoas falam e seguir sim, o seu coração.

LEONICE minha amiga, você tem toda razão, cada um dos tipos de relacionamentos que temos na vida, sejam da forma que forem, sempre nos serão grandes aprenidzagens, estarão nos ensinando a aprimorar nossos modos de lidarmos uns com os outros, a buscarmos harmonia e equilibrio.

Grata pelas palavras de voces, foram mais pérolas que acrescentaram por aqui.

Meus amigos(as) tenham um dia divino!

She disse...

Simplesmente sensacional! ;)
Beijo, beijo!
She

Bergilde disse...

Valéria,
Abraço carinhoso pra ti!
Seu texto é uma linda lição de sabedoria e evolução em matéria de sentimentos.Hoje, particularmente,estou associando tudo a questão da idade e ,por isso mesmo afirmo aqui que o tempo e as experiências pelas quais passamos tendem a favorecer essa percepção mais desprendida do conceito de amor.
Abro um parêntese amiga,apenas pra justificar minha ausência no meio bloguístico nesse período pois estamos com a vozinha italiana dos filhotes dodói em casa.

Ivana disse...

Você gostou do meu espaço e DEUS me trouxe aqui para ler esse texto que me emocionou, pois estou passando por um momento que reflete muito das suas palavras. Amei chegar aqui e me sentir acolhida. Valéria, um bom feriado, bom descanso. Um abraço!

Antônio Lídio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antônio Lídio Gomes disse...

Valéria.
Este texto veio para que possamos refletir o quanto é doloroso se entregar a determinados amores nesta vida.
Você tem razão minha querida, quando diz que muitos que amam, e quando perdem um grande amor, descambam para o desespero, para a vingança e para a retaliação, querendo de alguma forma, aquilo tudo que haviam concedido ao outro, em nome do "amor"...
É triste quem assim procede, pois demonstra que maturidade nunca teve.
Tais mentes, não se dão conta de que quem ama verdadeiramente, jamais maquina o mal, jamais coloca o antigo amor em situações constrangedoras diante das pessoas!
Infelizmente Valéria, muitas das vezes, o verdadeiro caráter de uma pessoa só se revela nesses momentos...
É como se você se relacionasse intimamente com alguém, e depois descobrisse que esse alguém sai pelos quatro cantos do mundo dizendo como foi a "festa", seja pelo boca-a-boca, seja por e-mails, seja no anonimato ou publicamente...
Isso mostra falta de respeito, naquilo que de mais sagrado aconteceu entre dois corpos, duas vidas, duas almas! Demonstra falta de amor próprio e falta de moral!
Que este post venha servir de alerta para quem busca um Amor dentro de uma sinceridade e dentro de uma honradez, pois quem ama, e quem quer amar e ser amado, é como se amasse a si próprio; é como se amasse o próprio filho e a própria vida. Mas quem ama alguém e depois por variadas circunstâncias o perde, cabe ao tempo, curar as feridas. Feridas, que no meu modo de entender, não se cura com castigos, com injúrias, ou com atitudes doentias. Quem desejaria se mutilar a sim mesma, ou se jogar numa fogueira para ser queimado vivo?
Minha querida, por ora, um fraterno e afetuoso abraço e um beijo deste amigo, leitor e admirador.

ValériaC disse...

SHE minha querida, que alegria vê-la por aqui e que bom que gostou.

BERGILDE minha amiga,é verdade que com o passar do tempo amadurecemos, passamos a ter uma visão mais clara das situações, mas ainda vemos muitas pessoas, adultas, em que esperamos que tenham bom senso e no fundo se mostram extremamente imaturas em termos de relacionamento, especialmente ao seu término.
Temos muito o que aprender em termos de sentimentos e relacionamentos, temos muitos pontos de vista distorcidos, que trouxemos desde a infância, mas aos poucos, vamos trocando idéias e nosso entendimento vai melhorando cada dia mais, não é mesmo?
Fique tranguila amiga, melhoras para a querida vovozinha.

IVANA minha querida, sinta-se em casa e carinhosamente acolhida, adorei sua companhia por aqui e vamos trocando idéias, compartilhando uns com os outros e assim, acabamos nos ajudando mutuamente, pois quantas vezes entro num blog e encontro exatamente as palavras que eu mais precisava naquele momento.


ANTONIO meu querido, eu só tenho a agradecer, por sua participação tão sincera nesta reflexão, você enriqueceu por demais o tema.
Eu concordo com cada uma das suas palavras. Acho incrível que existam pessoas que ajam de forma tão imatura assim.
Amor é algo para ser compartilhado a dois, tem que ser preservado, o que houve na intimidade, no que falaram, o que fizeram, deve ficar entre os dois e ninguem mais. O que quer que tenha havido, tem que ser percebido como aprendizagem para os dois e jamais usado como "arma" de vingança.
Infelizmente, há muitas pessoas imaturas e como é doloroso, porque o termino de qualquer relacionamente é sempre muito delicado, pois além do tempo, só a amor por nós mesmos vai nos curar.

Meus queridos(as) agradeço de coração suas palavras e presenças por aqui...cada um que vem traz algo a mais, para que possamos juntos ampliar nosso entendimento acerca do tema.

Célia disse...

Olá Valéria! Obrigada por sua visita e comentário generoso ao meu blog! Conhecendo o "Doce Filosofia" percebo o quanto temos em comum. Estarei sempre por aqui lendo e aprendendo com você. Abraço, Célia.

Denise disse...

Valéria, enquanto não entendermos q nós somos responsáveis pela nossa vida e não o outro, essa sensação ainda será sentida. Como vc bem diz, a escolha de nos doar no relacionamento é nossa. Estou lendo um livro ótimo q fala sobre casamento: A Arte do Re Encontro - Alberto Almeida. Recomendo. Muita paz!

Debbie disse...

Ual! Foi vc mesmo que escreveu?
No seu texto vc disse algo que sempre acontece comigo:

"as pessoas ficam se sentindo feridas(em seus orgulhos), querendo de volta tudo o que deram, sentem-se arrependidas por terem amado o outro, por ter se dedicado"


Difícil...

cidinha disse...

Olá amiga Valéria. Passando por aqui. Agradeço o carinho da sua visita. Muito obrigada! Me deixa feliz. Muito bom estar aqui... Adorei seu blog! Belo texto. Tudo que vc diz é real,quando se termina um relacionamento as pessoas tende a querer tudo de volta e carregam sempre mágoa. Obrigada por me seguir! Grande abraço.

Bento Sales disse...

Valéria, seu ensaio está espetacular.
Você realmente entende a psicologia amorosa.
Realmente as derrotas nos ensinam mais que as vitórias e não precisam ser, necessariamente vividas por nós, pois, através das experiências alheias, aprendemos muito também.
Gostei muito também de sua gramática.

Obrigado pelo visita, comentário inteligente e gentil no meu link!

Abraços do novo amigo!

Cacá - José Cláudio disse...

Espetacular o texto, Valéria! Amor é doação e não pode ser considerado como se fosse troca de mercadorias. E a diferença entre fracasso e aprendizado você deixou bem nítida e instrutiva.

Feliz por estar aqui. Gosto desses blogs fecundos como o seu. Meu abraço. Paz e bem.
E obrigado pela gentil visita.

Sandra Puff disse...

Olá, Valéria...
Vim visitar seu outro perfil....lindo também[sua foto], você é linda!
Desejo um Feliz Dia das Crianças para Nós, Todas as Crianças, e para Julie e Pingo e seus Amiguinhos...
Adorei seu Texto, Super!
Beijos,
Sandra,

P.S.: Como você consegue ter 3 Blogs?

Sapatinhos da Dorothy

Everson Russo disse...

Eu penso que no amor, a vida sempre será um aprendizado,,,jamais saberemos tudo,,,beijos e beijos de bom feriado pra ti querida....bom dia das crianças....

Tatiana Moreira disse...

Valéria gosto imensamente da riqueza dos seus escritos. Eles nos levam a uma reflexão maior do que somos e do que podemos ser por consequência das nossas escolhas e atitudes.
DEUS a inspire sempre... Assim também somos iluminados por sua luz!
Um beijo carinhoso

helia disse...

Um excelente texto que adorei ler!
Obrigada pela partilha.

ValériaC disse...

CÉLIA minha querida, muito bem vinda, sinta-se em casa...e vamos seguir aprendendo e compartilhando muito juntas.

DENISE querida, grata pela dica do livro, com certeza deve ser excelente; sempre muito bom a gente se orientar mesmo, pois relacionamento é algo importante e que mexe muito com todos nós e quanto mais preparados nós estivermos para lidar com eles, melhor.

DEBBIE, muito bem vinda querida... fico contente que o texto te fez refletir um pouquinho mais sobre o que acontece com você e com certeza com muitos de nós.
Fui eu sim quem escreveu o texto, ultimamente estou escrevendo para os meus três blogs, dentro da minha simplicidade, vou compartilhando com os amigos, o que aprendi e observo com a vida. Espero que volte mais vezes para gente trocar idéias.


CIDINHA minha querida, fico muito feliz com sua companhia por aqui, vamos compartilhar muito amiga, com certeza.

BENTO, fico feliz demais em tê-lo como amigo, muito bem vindo e fico grata por suas gentis palavras.
Gostei muito da sua visão do tema, concordo com você.
Sinta-se em casa...

ValériaC disse...

CACÁ, que alegria te receber por aqui...a casa é sua, espero que sinta um pouco do acolhimento mineiro por aqui.
Grata por suas amáveis palavras e entendimento acerca do tema.

SANDRA que legal receber sua visita aqui também...grata por tudo e especialmente por sua amizade.
Como faço pra ter 3 blogs?
Dá trabalho, mas faço tudo com tanto carinho, com tanto amor, que fico só com a parte boa de tudo. Além de escrever, leio nos amigos, tudo me faz bem, além do carinho e amizade de tantos que encontro por aqui. Isso me deixa muito feliz.

EVERSON muito bom te receber por aqui também amigo; grata por suas palavras e seja sempre bem vindo.

TATIANA minha querida amiga, obrigada, obrigada e obrigada por sua amizade e palavras...

HELIA minha querida, fico imensamente feliz com sua visita e carinho...


Meus amores de amigos(as), de coração agradeço a presença e participação de cada um de vocês, que além de serem únicos e especiais, me brindam com suas amizades.
Feliz dia das crianças à todos vocês, que a criança que habita seus interiores seja sempre bem cuidada e muito feliz.

Aureliano disse...

Texto muito sensível sobre o amor. E é isso mesmo. O amor sempre está pronto para um recomeço. Que bom que é assim.

Parabéns.

Aureliano

ValériaC disse...

AURELIANO, seja muito bem vindo por aqui, sinta-se à vontade.
Agradeço sua presença e palavras, estou indo agora mesmo conhecer seu Blog.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails