segunda-feira, 7 de novembro de 2011

FELICIDADE (de ValériaC)

A um tempo atrás, escrevi um texto falando sobre nos comparamos (aqui) e hoje vou de certo modo seguir nesta linha de raciocínio, mas acerca da Felicidade.

Cada vez mais tenho certeza que não devemos nos comparar em absolutamente em nada, com ninguém.

Vocês acham que é possível compararmos o que é felicidade para cada um de nós? Creio que chegaremos a um consenso de que como tudo na vida, inclusive, a felicidade, é algo incomparável, pelo menos deveria ser entendida e aceita como tal.

Mais uma vez, quem começa a comparar quem é mais feliz do que quem, seja porque tem mais dinheiro, um bom relacionamento, posição social, [...], com certeza vai haver gente se sentindo frustrado e muito infeliz. Infeliz é a mania que temos de nos comparar, nunca dá certo e muito menos nos deixa felizes.

Felicidade é algo muito particular, o que me faz feliz com certeza não é exatamente igual ao que os faz felizes. Podemos ter algumas semelhanças, mas com certeza, muitas diferenças.

Temos que aprender a ter coragem de ser sinceros conosco e ir lá no nosso interior e nos perguntar o que nos faz feliz? E mais, temos que ter coragem de buscar e viver o que temos como nossa verdade e felicidade.

Deixemos de lado as ilusões e ponderemos o que nos é essencial, para não nos perdermos no meio a tantos desejos que temos ou achamos que temos, de coisas que achamos que precisamos, porque os outros têm e na verdade, nem sempre precisamos mesmo. Vamos peneirar o que nos é de suma importância para sermos felizes, pois quando deixamos de perder tempo correndo atrás de supérfluos e nos concentramos no que realmente queremos, podemos atingir mais facilmente o essencial que nos trará mais felicidade.

Literalmente, felicidade é um estado de espírito, independe do exterior, está totalmente relacionado ao nosso interior. Por este motivo vemos pessoas pobres, ou que têm muito pouco, felizes, pois não ficam sofrendo pelo que não têm e ricos que a tudo tem, infelizes, porque apesar de terem tudo, nada os satisfaz plenamente. Sentir felicidade depende de como “olhamos” as coisas, as pessoas, tudo o que nos cerca. E cada vez mais acho, que olhar pelas lentes do coração, em muito nos ajuda perceber a felicidade até nos mais pequeninos detalhes da vida. Vamos treinar mais este nosso olhar?

Fica aqui o convite a refletirmos: “O que é felicidade para você?” ; “O que você realmente precisa para sentir felicidade?”

Texto de : ValériaC

Imagem: daqui

21 comentários:

♫*Isa Mar disse...

Bom dia Val, com certeza o que traz felicidade pra um pode não trazer pra outro, até pq os gostos e desejos de cada um são diferentes.
Felicidade pra mim é me sentir em paz, fazendo o que gosto e acima de tudo poder estar em contato com quem amo.
Beijos no coração e uma semana abençoada pra ti amiga!

Ives disse...

Tudo é muito subjetivo, mas o raio de luz homogeneo é procrurado por inumeros filosofos. O algo em comum é uma outra filosofia, e acho que realmente em alguns pontos, temos muito em comum, o que difere é a intensidade dos sentimentos, abraços

AC disse...

Não há dúvida, cada um tem que saber construir a sua felicidade.
Bom texto, Valéria!

Beijo :)

Valéria disse...

oi Valéria!
Ai, que texto perfeito!
Quanto desperdiçamos buscando longe o que está tão perto de nós. O que nos faz feliz certamente é olhar a vida com as lentes do coração!
beijinhos e uma semana maravilhosa!

Anne Lieri disse...

Val,realmente não dá pra comparar o grau de felicidade de cada um!É um sentimento muito pessoal!Adorei sua reflexiva msg!Bjs,

Élys disse...

Felicidade é principalmente ter Paz no coração e ter a certeza que somos seres em evolução e que um dia vamos sintonizar com a Felicidade Real, que nos trará, então, além da verdadeira Paz , a Harmonia e a plena Alegria. Neste dia será por toda a eternidade...

Minha amiga, tenha uma semana de paz e alegria.
Beijos.

Calu disse...

De fato, Val, muito apropriada a tua colocação.
A felicidade é pessoal e intransferível, assim penso.Estar feliz, fazer os outros felizes independe de posição social ou econômica e sim de afeto, amor, amizade, partilha, compreensão e gratidão;a princípio pela vida que temos, por quem amamos, pela natureza que nos cerca, pelas bençãos que recebemos, enfim estar feliz é antes de mais nada ver a felicidade nos pequenos detalhes do dia-a-dia.
Desejo que todas as pessoas encontrem a felicidade em cada amanhecer e a desfrutem todas as horas.
Bjkas,
Calu

✿ chica disse...

Essa é uma bela reflexão,Valéria.

Pra mim são pequenas coisas que fazem a felicidade...


Nada de muito pomposo ou complicado. beijos,linda semana, obrigado pelo carinho,chica

Antônio Lídio Gomes disse...

Minha querida as vezes não precisa muito para ser feliz.
Uma simples mudanças de ares, de um lugar para outro, pode fazer a pessoa momentãneamente feliz... Tudo é relativo.
Um abraço do amigo e leitor, beijos.

Célia disse...

Felicidade para mim, hoje, basta tão pouco! Um olhar para o meu interior e nele ver tudo iluminado e tranquilo me traz a felicidade de viver! Abraço, Célia.

Leonice disse...

Que belo texto para refletirmos..

Acredito que a verdadeira felicidade não se busca, não é ter é ser.. ela está dentro de voce!

Um grande abraço querida amiga e muita paz.

Cacá - José Cláudio disse...

Oi, Valéria. Tema pra lá de bom esse que você abordou com tanta competência. Felicidade é mesmo um estado de espírito, eu acho. Pode ser atingida por coisas materiais, espirituais, mas manifesta-se no espírito. Eu costumo dizer que é como convite para festa particular: pessoal e intransferível. Pode ser contagiosa, é bom que seja, mas intrasnferível.

Um grande abraço e muito obrigado pela solidariedade e carinho diante de minha perda recente e tão dolorida. Paz e bem.

Zil disse...

adorei seu texto querida Valeria...

acredito que a "felicidade"está dentro de cada um de nós...depende muito do nosso estado de espirito...de como estamos vivendo...dos acontecimentos que nos acomentem e de como nos comportamos diante desses obstáculos...

grande beijo doce pessoa...

Zil

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Valéria minha flor querida,

Aprendi com minha própria vida que a Felicidade está dentro de mim.
Cabeça boa e Alma tranqüila e em paz, são os melhores elixires que podemos dar a nós mesmos.
É claro que nem sempre contamos com a energia lá em cima todos os dias, mas devemos evitar dar força para estes sentimentos, e o principal é evitar guardar mágoas, rancores e ódios no coração, pois assim estaremos envenenando nossa própria aura.....e assim não adianta termos tudo na nossa frente, que não conseguiremos enxergar.
Tirar o véu destas ilusões é o que nos fará termos percepção da Felicidade!

Obrigada pelo seu carinho de sempre, tenhas uma semana muito abençoada minha irmã e um grande beijo em seu coração!!!

Sônia Silvino disse...

Somos únicos e nossos sentimentos também.
Beijocas, minha linda!

Nelio Júnior disse...

boa tarde!
atualizei o "nova era", dá uma passadinha por lá...
http://websitenovaera.blogspot.com/

luz e paz

Élys disse...

Voltei para agradecer sua visita e comentários em meus blogs.
Desejo, um dia estar naquele jardim, acompanhado de muitas pessoas queridas.
Boa noite, querida...Beijos.

Anne Lieri disse...

Passando para reler,pois esse texto merece muitas leituras!Tem que ser bem entendido,digerido e interiorizado!...rss...adoro,Val!Bjs,

Carlos Varoli disse...

Oi querida Valéria. Realmente não podemos nos comparar com ninguém, pois somos todos, seres em estágios evolutivos diferentes.

A felicidade para alguns é ter juventude, para outros e ter poder, dinheiro e conquistas, enfim para a grande maioria a felicidade é constituída de valores mundanos.

Para quem busca sua evolução a felicidade é ter o necessário, não sentir inveja, ser caridoso e fraterno, conseguir perdoar, ter amigos e conseguir vencer dores e lutas sem revolta.

Estava com saudades de você amiga, mas estou sem tempo para escrever devido a problemas que enfrento de saúde na família.

Que Jesus abençoe sua vida minha irmã.

Beijos,

Carlos espírita

Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

OI, querida! que texto rico em sabedoria. É tão bom quando nos aceitamos, não é mesmo. Quando passamos a ser o que realmente somos nos sentimos mais livres e leves, sem precisar mostrar ou provar nada pra ninguém a não ser para nós mesmos.

É mais importante ser do que ter...

Um beijo com carinho! paz e luz...
Liz

Bento Sales disse...

Oi, Valéria!
Também concordo com seu texto que a felicidade é peculiar a cada um de nós.
Há pessoas que é necessários
uma sucessão de bons acontecimentos para ficar feliz; outros, é o meu caso, é necessário uma coisa mínima para ficar feliz, ainda que efêmera.

Parabéns pela sabedoria!

Abraços fraternos do amigo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails