segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

REFLEXÃO...


"DEZ CHAVES PARA A MESTRIA ATIVA"

Ouça a sabedoria do seu corpo, que se expressa através de conforto e desconforto. Ao escolher um determinado comportamento, pergunte ao corpo: "Como se sente a respeito?" Se o seu corpo enviar um sinal de sofrimento físico ou emocional, cuidado! Se o sinal for de conforto e animação, siga em frente.

Viva no presente, pois é o único momento que você tem.

Fique atento ao aqui e agora; procure a plenitude de cada momento. Aceite o que chega até você total e completamente de modo que possa apreciar, aprender e deixar passar - seja o que for. O presente é como deveria ser. Reflete leis infinitas da natureza que trouxeram a você este exato pensamento, esta reação física. Este momento é o que é porque o universo é o que é. Não lute contra o infinito esquema das coisas, em vez disso, una-se a ele.

Aproveite algum tempo para ficar em silêncio, para meditar, acalmar o diálogo interior. Nos momentos de silêncio, perceba que está entrando em contato com sua fonte de pura consciência.

Preste atenção à sua vida interior para que possa ser guiado pela intuição, e não por interpretações impostas externamente do que é bom ou não para você.

Renuncie à necessidade de aprovação externa. Você é o juiz do seu valor, e o

seu objetivo é descobrir um valor infinito em si próprio, não importa o que os outros pensem. Esta percepção traz grande liberdade.

Quando você se descobrir reagindo com raiva ou antagonismo a qualquer pessoa ou circunstância, acredite que só está lutando consigo mesmo. Resistir é a resposta de defesas criadas por velhas mágoas. Ao renunciar à raiva, você estará se curando e cooperando com o fluxo do universo. Saiba que o mundo "lá fora" reflete a sua realidade "aqui dentro". As pessoas contra as quais você reage mais fortemente, seja com amor ou ódio, são projeções do seu mundo interior. O que mais você odeia é o que mais nega em si mesmo. Use o espelho dos seus relacionamentos para guiar sua evolução. A meta é o auto conhecimento total. Quando consegui-lo, o que mais você deseja estará automaticamente lá, e o que mais despreza desaparecerá.

Livre-se do fardo do julgamento - você se sentirá muito mais leve. Julgar impõe rótulos de certo ou errado em situações que simplesmente são. Tudo pode ser compreendido e perdoado, mas quando você julga, fecha as portas à compreensão e abandona o processo de aprender a amar. Ao julgar os outros, você reflete sua carência de auto - aceitação. Lembre-se de que toda pessoa que você perdoa é mais uma parcela somada à sua auto - estima.

Não contamine seu corpo com toxinas, seja através de alimentos, bebidas ou emoções venenosas. Seu corpo é mais do que um sistema de suporte à vida. É o veículo que o transportará em sua jornada rumo à evolução. A saúde de cada célula contribui diretamente para seu estado de bem-estar, porque cada célula é um minúsculo ponto de consciência dentro do campo de consciência que é você.

Substitua comportamento motivado pelo medo, por comportamento motivado por amor. Medo é o produto da memória, que reside no passado. Ao relembrarmos o que nos magoou antes, dirigimos nossas energias para nos assegurarmos de que uma antiga mágoa não se repetirá. Mas tentar impor o passado ao presente jamais afastará a ameaça de ser magoado outra vez. Isto só acontece quando você encontra a segurança de seu próprio ser, que é o amor. Motivado pela verdade dentro de você,

será possível enfrentar qualquer ameaça porque sua força interior é invulnerável ao medo.

Compreenda que o mundo físico é apenas um espelho de uma inteligência mais profunda. A inteligência é o organismo invisível de toda matéria e energia, e, uma vez que uma porção desta inteligência reside em você, você compartilha o poder organizador do cosmos. Por ser inseparavelmente ligado à tudo, você não pode se permitir prejudicar o ar e a água do planeta. Mas, a um nível mais profundo, você também não pode se permitir viver com uma mente venenosa, porque todo o pensamento deixa uma impressão registrada no campo da inteligência. Viver em equilíbrio e pureza é o bem mais elevado para você e para a Terra.

Fonte: Corpo sem Idade, Mente sem Fronteiras - Deepak Chopra

Imagem: http://images.google.com.br

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O AMOR EXISTE SEMPRE


O AMOR EXISTE SEMPRE

Há dias em que nos perguntamos, sinceramente: Será que o amor existe mesmo, ou será uma invenção daqueles que desejam que ele exista?

Será que o amor não passa de uma ilusão?

No entanto, quando lançamos o olhar um pouco além do nosso limitado círculo de visão, podemos perceber que uma força invencível rege a vida.

E é a essa força que podemos chamar amor.

Sim, o amor de Deus no qual o Universo inteiro está imerso.

Basta ter olhos de ver, que notaremos a ação do amor que, sem dúvida, existe sempre.

Arrebenta-se o átomo, desconcentrando a sua energia, e nasce o cosmo.

Brilha a estrela, como gema policromada no velário do céu, e o Universo se incendeia.

Organiza-se a célula e exubera a vida.

Surge a semente, repositório de vida orgânica, e a floresta se instala.

Apresenta-se a flor como unidade de beleza, e multiplicam-se jardins.

Dobram-se os jardins, em homenagem à sensibilidade geral, e aromatiza-se todo o ambiente.

Goteja o pingo d´água e formam-se mananciais, deságuam rios e agiganta-se o mar.

Gesta a mulher, em cooperação com o Criador, e surge a Humanidade.

Brilha o intelecto, devidamente direcionado, e constitui-se a ciência.

Medita o cientista, querendo dar utilidade aos seus estudos, e elabora-se a técnica.

Multiplicam-se as técnicas e vive melhor o ser humano.

No ensejo do silêncio, que facilita o olhar para dentro de si mesmo, nasce a meditação.

Medita o ser sobre como ver o mundo, e a arte encontra nascedouro.

Desenvolve-se a arte, desentranhando a criatividade humana, e projetam-se idéias de Deus.

E Deus é todo o amor que existe.

E tudo quanto existe se nutre do amor, que é Deus, e Nele está imerso.

O amor existe sempre!

O zunzum dos insetos e o vôo dos pássaros, falam-nos de amor.

A germinação da semente e a fecundação humana, mostram-nos o amor.

O verme que fertiliza o solo e a fera que ruge na selva, dão-nos mostras de amor.

O sorriso da criança e o aconselhamento do velho são quadros do amor.

A disposição do jovem e a ponderação do adulto são obras do amor.

Em tudo vibra o amor... E o amor é Deus.

Busquemos, então, meditar sobre o que temos e o que não temos, sobre quem somos e sobre quem não somos, a respeito do que fazemos, e do que não fazemos, guardando a convicção de que sem a presença do amor naquilo que temos, no que fazemos e no que somos, estaremos imensamente pobres, profundamente carentes, desvitalizados.

Seja qual for a lida, a luta, a nossa atividade no mundo, vinculemos-nos ao amor, acatemos as suas sugestões e vibremos vitoriosos e felizes, plenos de vida, de candura, de harmonia, pois com o amor seguimos com Deus, agimos por Deus e em Deus, conscientemente, nos movimentamos.

Redação do Momento Espírita, com base em mensagem do Espírito

Rosângela,psicografia de Raul Teixeira

Imagem: http://images.google.com.br

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A ALEGRIA DOS OUTROS


A ALEGRIA DOS OUTROS

Um jovem, muito inteligente, certa feita se aproximou de Chico Xavier e indagou-lhe:

Chico, eu quero que você formule uma pergunta ao seu guia espiritual, Emmanuel, pois eu necessito muito de orientação.

Eu sinto um vazio enorme dentro do meu coração. O que me falta, meu amigo?

Eu tenho uma profissão que me garante altos rendimentos, uma casa muito confortável, uma família ajustada, o trabalho na Doutrina Espírita como médium, mas sinto que ainda falta alguma coisa.

O que me falta, Chico?

O médium, olhando-o profundamente, ouviu a voz de Emmanuel que lhe respondeu:

Fale a ele, Chico, que o que lhe falta é a "alegria dos outros"! Ele vive sufocado com muitas coisas materiais. É necessário repartir, distribuir para o próximo...

A alegria de repartir com os outros tem um poder superior, que proporciona a alegria de volta àquele que a distribui.

É isto que está lhe fazendo falta, meu filho: a "alegria dos outros".

Será que já paramos para refletir que todas as grandes almas que estiveram na Terra, estiveram intimamente ligadas com algum tipo de doação?

Será que já percebemos que a caridade esteve presente na vida de todos esses expoentes, missionários que habitaram o planeta?

Sim, todos os Espíritos elevados trazem como objetivo a alegria dos outros.

Não se refere o termo, obviamente, à alegria passageira do mundo, que se confunde com euforia, com a satisfação de prazeres imediatos.

Não, essa alegria dos outros, mencionada por Emmanuel, é gerada por aqueles que se doam ao próximo, é criada quando o outro percebe que nos importamos com ele.

É quando o coração sorri, de gratidão, sentindo-se amparado por uma força maior, que conta com as mãos carinhosas de todos os homens e mulheres de bem.

Possivelmente, em algum momento, já percebemos como nos faz bem essa alegria dos outros, quando, de alguma forma conseguimos lhes ser úteis, nas pequenas e grandes questões da vida.

Esse júbilo alheio nos preenche o coração de uma forma indescritível. Não conseguimos narrar, não conseguimos colocar em palavras o que se passa em nossa alma, quando nos invade uma certa paz de consciência por termos feito o bem, de alguma maneira.

É a Lei maior de amor, a Lei soberana do Universo, que da varanda de nossa consciência exala seu perfume inigualável de felicidade.

Toda vez que levamos alegria aos outros a consciência nos abraça, feliz e exuberante, segredando, ao pé de ouvido: É este o caminho... Continue...

Sejamos nós os que carreguemos sempre o amor nas mãos, distribuindo-o pelo caminho como quem semeia as árvores que nos farão sombra nos dias difíceis e escaldantes.

Sejamos os que carreguemos o amor nos olhos, desejando o bem a todos que passam por nós, purificando a atmosfera tão pesada dos dias de violência atuais.

E lembremos: a alegria dos outros construirá a nossa felicidade.

Redação do Momento Espírita, com base em relato sobre episódio da vida de Francisco Cândido Xavier, de autor desconhecido e que circula pela Internet

Imagem: http://images.google.com.br

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

SEM DESÂNIMO


SEM DESÂNIMO

A dor te visitou, sem aviso prévio.

É compreensível que a emotividade te envolva, diante de acontecimentos que te atingirem no âmago do ser.

Contudo, procura raciocinar.

Lembra-te do amparo de Deus, que já te sustentou em outras situações difíceis.

Recorda as palavras de Jesus, prometendo consolação aos que sofrem.

Lembra-te dos amigos espirituais que te guiam e vem sustentando os passos, por entre os caminhos espinhosos.

Equilibra-te na certeza de que o tempo é solucionador natural de todos os problemas que não possas resolver de imediato.

Confia em Deus e segue para frente.

Amanhã compreenderás melhor as razões das dores, que, hoje padecem incompreensíveis.

Clayton - Ditado pelo Espírito Augusto

Imagem: http://images.google.com.br

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

MENSAGEM


Texto de autor desconhecido, achado em 1684, Baltimore, E.U.A.

Qualquer que seja a religião que a ti tenham ensinado, qualquer que seja o modo como te tenham educado e qualquer que seja a maneira como tenhas compreendido teus mestres, nesses níveis compreenderás, assimilarás esta mensagem. Não basta crer nessa mensagem - é preciso vivenciá-la. A essência da religião universal consiste na paz e na verdade, impregnadas do amor e da bondade para com todas as criaturas da Terra.

O momento é chegado de manifestar essa essência na vida pessoal.

É preciso começar por ti mesmo e tua vida interior.

Queres reformar o mundo? Reforma-te primeiro, meu amigo! A mensagem daquele que não se reformou nunca inspira reforma.

O amor está no cerne de toda religião e a virtude, que é o amor em ação, é a realização cabal da religião. Não ames tão somente a família e os amigos, pois limitar o amor é negá-lo.

Busca a paz interior e a divina inspiração, persiste nessas coisas, nem um só instante a ela renuncies. Com tua fé e tuas ações, aperfeiçoas tua vida e ajudas a aperfeiçoar a vida dos outros.

Que responsabilidade! Em ti encontra o espírito seu agente parceiro. Conforme disto estejas consciente, nessa medida serás enriquecido, terás uma revelação mais profunda do que teus sonhos, os mais sublimes.

Despontará a nova era em que nos aperceberemos da unidade de tudo. As diferenças entre as religiões desaparecerão, aquilo que de bom elas encerram será reunido e se tornará o fim comum da humanidade.

Conscientiza-te de que a escolha é tua. Escolhe o amor, de preferência ao ódio; a doçura, de preferência à violência; a santidade, de preferência ao mal. Ousa crer que é chegado o reino do amor e da paz.

Estejas preparado, sê virtuoso em toda ação. A virtude abre todas as portas e para além dessas portas encontra-se o amor.

Que a divina inspiração se apodere de toda a tua vida, cumulando-a de recompensas, pelas realizações cotidianas, dos tesouros de uma existência consciente e da Luz Eterna do paraíso alcançado!

(Autor Desconhecido)

Imagem: http://images.google.com.br

domingo, 9 de janeiro de 2011

FERIAS


Anjos, estarei viajando por estes dias, estarei de volta, os visitando a partir do dia 17/01/11.

Estarão em meus pensamentos e em meu coração...

Fiquem na paz, amem muito, sejam felizes... volto logo...

Valéria

Imagem: http://images.google.com.br

"VIVA A VIDA" (Madre Teresa)

A vida é uma oportunidade, aproveite-a

A vida é beleza, admire-a

A vida é felicidade, deguste-a

A vida é um sonho, torne-realidade

A vida é um desafio, enfrente-o

A vida é um dever, cumpra-o

A vida é um jogo, jogue-o

A vida é preciosa, cuide dela

A vida é uma riqueza, conserve-a

A vida é amor, goze-o

A vida é um mistério, descubra-o

A vida é promessa, cumpra-a

A vida é tristeza, supere-a

A vida é um hino, cante-o

A vida é uma luta, aceite-a

A vida é uma aventura, arrisque-a

A vida é felicidade, mereça-a

A vida é vida, defende-a


quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

VENCERÁS


VENCERÁS

Não desanimes.

Persiste mais um tanto.

Não cultives pessimismo.

Centraliza-te no bem a fazer.

Esquece as sugestões do medo destrutivo.

Segue adiante, mesmo varando a sombra dos próprios erros.

Avança ainda que seja por entre lágrimas.

Trabalha constantemente.

Edifica sempre.

Não consintas que o gelo do desencanto te entorpeça o coração.

Não te impressiones nas dificuldades.

Convence-te de que a vitória espiritual é construção para o dia-a-dia.

Não desistas da paciência.

Não creias em realizações sem esforço.

Silêncio para a injúria

Olvido para o mal.

Perdão às ofensas.

Recorda que os agressores são doentes.

Não permitas que os irmãos desequilibrados te destruam o trabalho ou te apaguem a esperança.

Não menosprezes o dever que a consciência te impõe.

Se te enganaste em algum trecho do caminho, reajusta a própria visão e procura o rumo certo.

Não contes vantagens nem fracassos.

Não dramatizes provações ou problemas.

Conserva o hábito da oração para quem se te faz a luz na vida intima.

Resguarda-te em Deus e persevera no trabalho que Deus te confiou.

Ama sempre, fazendo pelos outros o melhor que possas realizar.

Age auxiliando.

Serve sem apego.

E assim vencerás.

Mensagem psicografada pelo médium Francisco Candido Xavier - Espírito Emmanuel - do livro "Astronautas do além"

Imagem: http://images.google.com.br


domingo, 2 de janeiro de 2011

TEMAS DE ESPERANÇA


TEMAS DE ESPERANÇA

Quem goste de pessimismo, e se queixe de solidão, observe se alguém estima repousar no espinheiro.

Pense que se não houvesses nascido para melhorar o ambiente em que vives, estarias decerto em Planos Superiores.

Com a lamentação é possível deprimir os que mais nos ajudam.

Se pretendes auxiliar a alguém, começa mostrando alegria.

A conversa triste com os tristes, deixam os tristes muito mais tristes.

Quem disser que Deus desanimou de amparar a Humanidade, medite na beleza do Sol, em cada alvorecer.

Se tiveres de chorar por algum motivo que consideres justo, chora trabalhando, para o bem, para que as lágrimas não se te façam inúteis.

Nos dias de provação, efetivamente, não seriam razoáveis quaisquer espetáculos de bom humor, entretanto, o bom ânimo e a esperança são luzes e bênçãos em qualquer lugar.

Guarda a lição do passado, mas não percas tempo lastimando aquilo que o tempo não pode restituir.

Quando estiveres à beira do desalento pergunta a ti mesmo se estás num mundo em construção ou se estás numa colônia de férias.

Deus permitiu a existência das quedas d’água para aprendermos quanta força de trabalho e renovação podemos extrair de nossas próprias quedas.

Não sofras pensando nos defeitos alheios; os outros são espíritos, quais nós mesmos, em preparação ou tratamento para a Vida Maior.

Se procuras a paz, não critiques e sim ajuda sempre.

Indica a pessoa que teria construído algo de bom, sem suor e sofrimento.

Toda irritação é um estorvo no trabalho.

Deixa um traço de alegria onde passes e a tua alegria será sempre acrescentada mais à frente.

Quem furta a esperança, cria a doença.

O sorriso é sempre uma luz em tua porta.

Do livro: “Companheiro” – Francisco Cândido Xavier – Espírito Emmanuel

Imagem: http://images.google.com.br

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails