segunda-feira, 25 de junho de 2012

LUZ (de ValériaC)


Que a cada um que eu olhe, seja a  minha alma que veja através dos meus olhos físicos, sendo assim, será  luz que eu verei. 

Ainda que eu possa até perceber que alguns, mostram-se ‘aparentemente’ tal qual pequenas velas, lamparinas, ofuscados, obscurecidos pelas ilusões temporárias da vida ou  outros, mais libertos, com uma consciência ampliada, possam  parecer  faróis grandiosos que brilham,  se eu  perceber a  todos amorosamente , cada um será uma estrela e permanecerá em mim a certeza de que potencialmente, todos  trazemos  em nosso interior,   luz   para iluminarmos  e bons sentimentos para emanarmos  que podem transformar radical e beneficamente o Universo. 

Há luz em mim, em ti e em cada ser, basta que a deixemos resplandecer. É divino sermos luz uns para os outros, luz que ilumina caminhos, que irradia encanto, ternura, empatia e a incondicionalidade do amor.

Escolhamos conscientemente sermos luz, levarmos paz, sorrisos, gentilezas, bondade,  delicadezas, a vermos tudo e todos com os olhos compassivos e bondosos da alma, a tudo  fazermos  com a suavidade do amor,  a deixemos que a pureza dos nossos corações  nos  guie pelos caminhos que anseiam as nossas verdadeiras essências, aqui, agora e pela eternidade.

Texto de: ValériaC 
Imagem: Google 

segunda-feira, 18 de junho de 2012

QUE EU... ( de ValériaC)


Que o tempo passe, mas que eu não endureça meu coração, por causa das tristezas e desilusões que vivi, pela vida não ter dado tudo o que “pedi”.

Que eu não me torne uma rabugenta, que vê em tudo e em todos, motivo de reclamação, que eu saiba ver a humanidade e as qualidades, a riqueza de  suas essências, o melhor lado de cada um, que eu deixe brotar  em mim, gotas de bom humor, alegria  e  aceitação.

Que eu saiba cultivar os meus melhores sentimentos, que eu saiba ajudar os demais a mostrarem o melhor deles mesmos, se eles assim o permitirem. Que eu semeie sementes da luz que saem do meu coração , que eu saiba sentir o perfume que emana da alma de cada um, cuidar com ternura das amizades que faço na vida, que eu componha melodias etéreas ao tocar com amor, o coração de todos, inclusive o meu.

Que eu não caia nos extremos, mas aprenda a cada dia mais, me conduzir pela linha do meio. Que o equilíbrio faça parte dos meus dias, num exercício constante, chore se sentir tristeza, às vezes até de alegria, mas que não caia no desespero, na depressão, pois em nada ajuda na vida encontrar a melhor solução, nem me perca na euforia, mas eu saiba conduzir com bom senso, cada um dos meus dias em saudável alegria.

Que apesar do mundo que vivemos, do desamor, da frieza que em tantos encontramos, eu saiba relevar, perdoar, que eu saiba no lugar do outro me colocar, que eu não condene, mas que aceite o tempo de cada um, o caminho que cada um prefere experienciar o dom da vida que recebeu, que eu aceite os limites de cada um, inclusive os meus e que nem estes limites me faça amar menos, que eu treine meus olhos a focar no melhor lado de tudo e todos,  porque sei o tamanho da paz que sinto, sempre que consigo olhar sob esta ótica compassiva.

Que eu deixe cada pessoa ser livre, tanto quanto eu amo ser livre, que cada um construa sua própria estrada,  diferentes uns dos outros, umas mais longas, outras mais curtas, tortuosas, retilíneas, o mais importante são as lições que vamos tendo no caminho, é a nossa capacidade de colorir a tela de nossa vida, é podermos ir aprendendo a buscar o que de fato nos faça felizes, por mais que possam ser diferentes as paisagens que  cada um de nós, criamos.

Texto de: ValériaC (04/06/12)
Imagem: Google 

segunda-feira, 11 de junho de 2012

DE CORAÇÃO À CORAÇÃO (de ValériaC)


O dia fora atribulado e ele só queria entender o que lhe passava. Aproximou-se do pai, seu conselheiro e melhor amigo, pedindo  que lhe dissesse o porquê da sua vida ser tão difícil?

E seu pai  amorosamente lhe disse:

- Filho, você tem em si muitos “lados”, tem aspectos a serem aperfeiçoados, mas também há em ti tantos dons e talentos. Isso em nada te faz menor, te faz humano, mas ao mesmo tempo,  te faz lembrar que se quisermos, nosso espírito pode nortear no corpo e com isso podemos sempre melhorar.

- Lembre-se que em ti há o poder da escolha, em ti reside o dom de retirar o pior ou o melhor de cada um, inclusive de ti mesmo. O que preferes filho?

O filho, pensativo, calado,  ouvia a voz da experiência que lhe dizia:

- Eu posso te dar tantos motivos para que você alimente o seu melhor lado, aquele que é leve, de bem com a vida, aquele que sabe ser amigo, sabe aceitar, respeitar, amar os demais, mas bem sei que a escolha será sempre tua em seguir o lado teu, que falar mais alto.

-  Mas, depois não diga que estás sozinho, que tua vida não sai do lugar, que não tem ajuda do alto! Tens sim, mas sequer Deus interfere em suas escolhas.

- Então filho, reflita bem o que quer da vida, o que pode te fazer feliz e te  levar ao encontro de si mesmo, pois quando se encontrar consigo, de verdade, terá tocado Aquele que Tudo é, que vive em ti, mas tantas vezes sequer percebemos.

- Espero que me ouças e que sigas mais o seu coração, que tempere tuas atitudes com mais alegria, bom humor, carinho, paz  e amor.  Desejo-te o melhor sempre, sabes que te amo incondicionalmente, sentimento este que também trabalho em mim, mas te digo, que quanto mais vivê-lo,  melhor se sentirá e verá o teu  mundo transformar.

- Fico feliz em poder falar contigo, passar um pouco do que ao longo da vida, na conquista de meus cabelos brancos fui aprendendo, pena que muitas vezes na sua revolta, na sua indignação, nem sempre queira me dar ouvidos, porque de nada vale eu querer falar se você não estiver aberto a me escutar. É... eu sei que esse é o problema rsrsrs, o ego inflamado nos cega, nos ensurdece, não é mesmo?  Então, cuide para que suas vibrações fiquem equilibradas, só assim consegue se ajudar e também ser ajudado pelos outros, se preciso for.

E ele após ouvir seu pai atentamente, agradeceu comovido  e prometeu pensar  em tudo o que ele havia lhe dito e tentaria colocar tudo  em prática(mais outra vez rsrsrs), afinal o passado é feito de lições e é o agora que podemos mudar.

Texto de: ValériaC (em 01/06/12)
Imagem: Google

segunda-feira, 4 de junho de 2012

ELA... (de ValériaC)


Clarissa já era crescida, mas em seu coração sentia-se como uma menina, especialmente nos dias que conseguia se debulhar em sorrisos, distribuir ternuras, quando conseguia abraçar o mundo com o seu olhar, beijar o vento e pelo seu soprar, levar seu carinho.

Brilhava feito o Sol, havia algo nela que aquecia os corações.

Alegrava-se em poder semear doçuras, cantar alegrias, jogar encantos por onde passava, porque trazia um amor no peito, que transbordava.

Claro que sabia que apesar de tudo, se ela plantasse bons sentimentos, haveria de conseguir contagiar a muitos a fazerem o mesmo.

Ela era um ser livre, diferente, especial, que sabia com mestria ouvir o que seu espírito, lhe sussurrava ao coração e o seguia.

Vivia sem desanimar, pela vida persistia  a bons sentimentos semear, sua amizade a todos, ofertar, porque em seu interior tinha uma certeza, que aos poucos no mundo, cada um haveria de despertar, deixar a luz interior brilhar e juntos, ficariam unidos, fazendo o mundo ser recanto de paz, harmonia, amor e alegria.

Texto de: ValériaC (em 01/06/12)
Imagem: Google 

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails