terça-feira, 28 de agosto de 2012

RESOLVENDO A VIDA (de ValériaC)


Quase sempre temos muita facilidade em  ‘aconselhar’ os outros, em até  ‘resolver’ os problemas dos outros, mas nem sempre temos esta mesma facilidade para conosco, daí então, quando temos algum problema, seja ele,  profissional, familiar, de relacionamento ou doenças,  nos descabelamos, nos deprimimos, temos vontade de mudar de emprego, de casa, de parceiro, de cidade, ir pra Lua, na vã tentativa de não termos que enfrentar o que de fato é nosso maior problema: nós mesmos diante do que nos preocupa, nos entristece ou alguma doença que nos acomete.

Infelizmente é comum  não nos darmos conta de que onde quer que a gente vá, os nossos mais sérios problemas vão conosco. E por este motivo que digo que o problema maior não está no exterior em si, mas no modo como digerimos  interiormente o que este exterior nos traz. Porque na  verdade, só conseguiremos nos sentir bem, de fato, se estivermos bem interiormente.

Portanto, não adianta a gente se esconder, tentar fugir, fazer de conta que nada está acontecendo ou  de repente, querer resolver tudo impulsivamente, no calor da emoção, jogando tudo pro alto,  porque os maiores problemas e desafios são aqueles que por mais que nos agradasse escapar, jamais poderemos escapar deles.

Cada um de nós tem sua cota e há de se encarar de frente, pois são situações que ninguém, por mais que nos ame pode viver em nosso lugar, assim como também não podemos viver no lugar dos outros.

O jeito é nos dar as mãos* e nos conduzir carinhosa e pacientemente pela vida, sem julgamentos e criticas, mas sim, acreditando que somos capazes de superar, pois tudo é passageiro e depende somente de como  iremos lidar.  Com nossa mente inteligente aliada especialmente ao que trazemos em nosso interior, sentindo em nosso coração o que nossa alma diz, vamos nos levando adiante, escrevendo a mais bonita história, semeando belas sementes através de nossas escolhas e seja colhendo o que for, que  consigamos humildemente  tirar as melhores  lições, para que enfim, consigamos despertar e apreciar  os sabores e perfumes de cada passo desta nossa  jornada sem fim.


*e se sentimos que não estamos conseguindo resolver nossos ‘problemas/desafios’ sozinhos, procuremos a ajuda de um terapeuta, cujo papel , não é resolver os nossos problemas por nós, mas  atuar como um ‘facilitador’ para  vivenciarmos este nosso  processo pessoal, até porque tudo está sempre em nossas mãos, certo?

Texto de: ValériaC (em 30/04/12)
Imagem: Google    

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

DIVAGANDO... (de ValériaC)


Tem dias que desanimo... e olha que geralmente sou bem otimista...em ver que as pessoas na correria da vida, deixam de dar o valor no que deveria ser valorizado. Correm atrás de ilusões, fantasias passageiras, não cuidam do que teriam que cuidar: da amizade, do casamento, dos tantos laços de relacionamentos que formamos em nossas vidas. Não acham tempo de brincar com os filhos, nem de namorar, nem de ouvir o amigo, muito menos mergulhar dentro de si mesmo.

Sendo assim, não exercitam o melhor de si, ficam presos na superfície dos fatos, das pessoas, presos nas aparências, na inconsistência, não investem na profundidade, na essência de si e não percebem a de ninguém. Acho isso tão triste, porque se as pessoas conseguissem dar valor no que realmente vale a pena, o mundo seria infinitamente diferente do que é agora. Mas sei que nada posso cobrar de ninguém, então, cuido de mim mesma, que é a única que posso diretamente mudar e fico na esperança de que cada um faça o mesmo por si, pois é a partir de pequenas mudanças, que grandes transformações acontecem no mundo.

De grão em grão de areia, montes são feitos, montanhas são formadas, de pequenas atitudes, a transmutação acontece, o mundo floresce.

E eu...fico aqui, torcendo para que a paz se estabeleça no coração de cada um, inclusive no meu, que a harmonia se faça, que a bondade seja farta, que a amizade seja verdadeira, que os bons sentimentos  triunfem,   que a ternura seja abundante e  que o AMOR, esse sentimento perfeito, que cura, que alegra, que dá uma sensação boa no peito, seja graciosamente ofertado, assim como seja comemorado alegremente quando recebido.

Texto de: ValériaC (em 30/07/12)
Imagem: Google

terça-feira, 14 de agosto de 2012

APRENDENDO COM A NATUREZA...(de ValériaC)


Perto da minha casa, da minha sacada, vejo um frondoso Chapéu de Praia e nestes tempos suas folhas caem aos montes nas calçadas, voando folhas secas em toda a rua.

Vendo isso, pensei numa analogia: tem momentos da vida, que nos decepcionamos,  nos desiludimos, nos desencantamos  com algo ou alguém e  ficamos assim, como esta árvore, parece que  mirramos, nos encolhemos, nos deixamos ressequir, parece que tudo está perdido, acabado, que não há saída, mas que ledo engano.

De repente, novos brotos começam nela surgir e assim é a nossa vida.  Há momentos difíceis de serem vividos, que nos falta coragem, que não sabemos o que fazer, mas às vezes surge uma palavra, uma pessoa, um livro trazendo uma mensagem, que nos traz luz, discernimento, esperança, nos ajuda prosseguir a vida com coragem mais outra vez , a seguir o caminho do despertar com maior perseverança, e então ressurgimos, tal qual os  brotos desta arvore, tal qual o refazimento de todas as plantas na natureza, que brotam, geram flores, novas sementes e frutos.

Nos  inspiremos na natureza, que é tão sábia, porque na verdade,  nenhum problema na vida é permanente, tudo é passageiro, vem para deixar  suas lições e passa, mas enriquece nosso espírito. Tentemos ver o lado bom de tudo, então. Porque nada na vida é perdido, tudo contribui para o nosso transformar.

Sejamos como belas plantas, nos refaçamos com boa vontade, naturalmente brotemos amor, bons sentimentos, floresçamos o melhor de nós ao mundo, frutifiquemos e nos tornemos boas sementes, pois o que somos de verdade, é o que plantamos pela vida, pelo mundo e através disso, colhemos a vida que temos.

Texto de: ValériaC (em 06/08/12)
Imagem: Google

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

EU SOU...E QUE TODOS SEJAM... (de ValériaC)


Eu não estou aqui para seguir ninguém. Estou nesta vida para seguir a minha razão, a minha verdade, o  meu coração, para  trilhar cada passo do meu caminho a partir de cada uma das minhas escolhas, do que de fato eu  quero para mim.

Não estou aqui para ser exemplo para ninguém, se bem que sei que às vezes todos nós os somos de alguma maneira, mas este não deve ser meu maior compromisso. Meu primeiro compromisso é comigo mesma, com meu despertar e evolução, assim como  é para cada um, pois na verdade  sei que tudo o que faço, penso e sinto cria meu mundo e traz para mim as mais diversas consequências.

Estou aqui para ser livre, para fazer ou deixar de fazer o que decidir que quero ou não quero, de ‘acertar’ e até eventualmente ‘errar’ e não quero interferências, ao menos as deixo me influenciar minimamente, até porque sei que somos todos interligados, de alguma forma, uns afetam os outros, mas também sei da importância de cuidar em preservar minha própria identidade.

E que todos sejam livres como eu sou, eu quero aceitar e respeitar cada dia mais esta liberdade de ser de cada um, pois finalmente entendi que minhas descobertas, que tudo o que mais prezo, tudo o que é significativo, o que me traz paz, harmonia, felicidade em mim pode ser muito diferente para os demais e fico feliz em não ter que mudar ninguém, em não impor meu modo de ser para ninguém, eu não quero fazer isso, eu já fiz, claro que na melhor das intenções, só não percebia que de certo modo não estava aceitando e nem respeitando o jeito de ser do outro, mas a vida nos traz amadurecimentos que nos levam a entender que o caminho que cada um trilha é sempre o melhor caminho para este ser e ninguém tem que  perceber a vida, descobrir ou despertar do mesmo modo que eu. Cada um faz seu próprio caminho.

Aprendi a confiar no processo da vida, que sabiamente traz para cada um,  a seu tempo, as melhores formas de  despertar e experienciar  a vida, de  forma que enriqueça o seu ser como um todo.

Como é libertador buscarmos ser quem somos e deixar que cada um o seja também. Na aceitação, não tenho que julgar, nem esperar que ninguém seja igual a ninguém e quanto mais trabalho isso em mim, mais livre e leve eu fico, mais eu consigo ser quem sou e deixo que cada um seja quem quer ser.

Que eu possa brilhar e que todos possam brilhar também, cada um ao seu modo, a partir de suas escolhas intimas, como digitais, onde cada um vibre seu tom, cor e melodia de acordo com sua essência interior. Que cada um possa  desenhar  e colorir o seu mundo, que possa compor, cantar no seu ritmo e dançar seus passos pela vida.

Quero mais é seguir a vida que é eterna, deixando que meu espirito se incorpore cada dia mais nesta pequena porção manifesta de mim que sou nesta dimensão, sinto  que quanto mais isso acontecer, melhor consigo viver aqui e agora e pela eternidade. E sigo desejando que todos corajosamente sejam quem verdadeiramente são.

Texto de: ValériaC (em 16/07/12)
Imagem: Google

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails