quarta-feira, 6 de novembro de 2013

LONGEVIDADE (de ValériaC)

A quantidade de idosos vem aumentando a cada dia e, por favor, ninguém se ofenda por eu falar de idosos, pois todos nós somos ou se vivermos, um dia o seremos  e  é com todo carinho e respeito que falo desta , que como uma fase da vida, chega para quem viver mais;  mas em contrapartida noto que nem esta geração com possibilidades de ser longeva, se acostuma em aceitar o fato de ser ou se tornar idoso. Desde já, apesar de ainda me faltarem vários anos para eu ser “classificada” como idosa,  tenho plena consciência de que  estou caminhando para isso e  percebo fortemente  que todos nós temos uma certa( talvez seria mais adequado dizer, grande) tendência a rejeitarmos a idade e a  tudo o que o passar dos anos possa refletir em nossos corpos, assim como os “acessórios” que de alguma forma possam vir a nos auxiliar.

Daí vem o pavor dos óculos, das rugas, dos medicamentos, da bengala, do andador, da menopausa, da tão temida calvície, dos aparelhos auditivos e por aí vai... confesso que também acho complicado ter que conviver e se adaptar a tudo isso, mas estou tendo que começar a  aprender, assim como cada um de vocês, creio eu.

Se por um lado tudo isso nos assombra, nos incomoda funcional e esteticamente muitas vezes, por outro, temos que ver o que cada “item” pode nos ajudar e chego a conclusão de que precisamos fazer as pazes com tudo isso urgentemente e aprendermos a  aceitar o que a vida nos traz com o galgar dos anos.  Então, ao invés de reclamarmos, vamos sim é agradecer por eles existirem, vamos ver o lado bom que os medicamentos ou o uso destes “acessórios” podem nos ajudar a seguir a nossa jornada com mais qualidade de vida.

Afinal, se precisarmos de óculos, vamos usar, com eles podemos enxergar. Triste seria não poder ver ou ver pouco e não podermos mais ler, costurar, bordar, nos deliciar em ver as paisagens em nossos caminhos ou não podermos mais  nos encantar em ver as pessoas que amamos...

Se tivermos que tomar medicamentos, vamos agradecer por eles existirem, se precisarmos de bengala, paciência... mas, ao menos podemos de algum modo nos locomover, pois triste seria nunca mais poder andar...

Se precisarmos de aparelho auditivo, agradeçamos em poder desta forma, continuar a ouvir os sons, as vozes das pessoas, tão bom, não é?

Que cada um de nós se cuide de corpo e alma, em prol do nosso amadurecimento, por uma longevidade mais saudável possível, em todos os aspectos,  mas sempre aceitando as inevitáveis mudanças em cada uma das fases de nossas vidas, mesmo sabendo que nem sempre é fácil, ver as rugas marcando o rosto, cabelos branqueando e outras coisitas mais que vão surgindo rsrsrs...,  nos lembremos de  saborear cada instante do melhor modo que pudermos, pois cada momento é absolutamente único, sempre... não os deixemos passar em vão,  vamos tentar aceitar  e viver com alegria, sem grandes lamentações, não nos amarguremos, pois  como diz o ditado popular: “sempre tem como ser pior”, então vamos tentar viver o melhor, certo? Afinal, a vida passa tão depressa...

Eu venho tentando, como todos vocês, vou me adaptando às visitas aos médicos, às ondas de calor da menopausa chegando, aos óculos que estou usando, consciente de que tudo isso são meros detalhes, que não são  tudo e não quero que eles acabem por estragar o resto da minha  vida, então, os  incorporo como experiências dentre tantas outras,  que também enriquecem o espírito que habita este abençoado corpo que provisoriamente a Vida me deu... e sigo adiante...

Por que escrevi este texto? Porque gostaria de incentivar quem o lesse, assim como busco incentivar a mim mesma a cada um dos meus dias,  a encarar tudo como desafios a serem vividos, a perceber as mudanças pelas quais passamos, sem fazer delas, dramas maiores do que são, de que apesar de algum pesar rsrsrsr, ainda possamos conservar dentro de nós e fora também, através de nosso modo de ser...a doçura, a delicadeza, a paciência conosco e com os outros, a gratidão pela vida, a serenidade, a alegria e a vontade de viver!

Texto de: ValériaC (escrito em 05/11/13  às 07:26 hs)
Imagem: Google

**ESTE TEXTO PODE SER COPIADO, EM SITES SEM FINS LUCRATIVOS, DESDE QUE DADO OS DEVIDOS CRÉDITOS À:


ValériaC (docefilosofia.blogspot.com.br) ou o link da  postagem

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

LIVRE (de ValériaC)

É impressionante como os seres humanos são mestres em fazer uns aos outros se sentirem inadequados nas mais diversas situações da vida.

Não gosto de formalidades, não gosto de aparências, sou uma pessoa que ama a  beleza da verdadeira simplicidade, posso transitar do sofisticado ao mais simples,  porque não costumo fazer distinção entre as pessoas, sejam elas ricas, poderosas, “famosas”, seja um morador de rua, seja qualquer pessoa que eu encontre  no supermercado, numa fila de banco  ou onde eu for,  pois,  por detrás da “aparência” eu  vejo o ser humano que cada um é. Por isso não fico intimidada em conversar com qualquer pessoa, porque para mim, gente é gente! Vejo que cada pessoa é um ser que no fundo carrega sentimentos muito parecidos, que tem defeitos, qualidades, fragilidades, mas que em sua maioria deixam transparecer somente  as “couraças” que usam para se “defender”.

É... ser quem somos requer coragem!

O mundo está precisando de mais gente  que deixe de lado formalidades e etiquetas  tolas que só servem para manter as aparências, falsas, na maior parte das vezes;  está carente de pessoas mais naturais, mais espontâneas, de sorriso franco, de coração aberto, acolhedor, de pessoas que pratiquem  a educação, o respeito, sem se privarem de    expressar   o que pensam, o que sentem,  que sejam incentivadoras, que enalteçam mais as qualidades uns dos outros, que sejam elas mesmas e que deixem que os outros sejam também.

Eu posso ser  vista como uma visionária, talvez estranha,  diferente, sei lá, mesmo assim, eu quis externar estas palavras, pois vejo o quanto é bom ser livre e encorajo as pessoas para que também o sejam e  para deixar bem claro que não me intimido mais com aqueles que tentam me dizer que sou “inadequada” se vez ou outra falo com quem não conheço, se faço um elogio espontâneo  à alguém ou se desejo um bom dia para quem eu encontro pela rua, enfim, se  faço questão absoluta em  simplesmente ser quem eu sou.

Muitos me criticam, mas morrem de vontade de fazer o que faço, mas não fazem  por terem  medo dos julgamentos alheios. Somente somos tolhidos em nossa liberdade, se permitimos.  Eu sou LIVRE e isso ninguém pode tirar de mim.

Eu só sei dizer que me sinto mais feliz a cada vez que consigo ser  livre para  ser eu mesma, seja em momentos de silêncio ou seja numa palavra dita a quem quer que seja. Sinto uma alegria que se expande, que transborda do peito, cada vez que minha  alma transparece e faz a minha vibração mudar,   se iluminar, pois,  no fundo eu sei que sempre quando estou dando o melhor de mim, do jeito que sei, estou ajudando o mundo a ser melhor, mais humano, estou espalhando carinho, respeito,  plantando amor pelo  meu caminho e  eu quero tanto  ver mais e mais gente espontaneamente dando o melhor de si para o mundo, ao serem  natural e livremente quem são.

E vocês, ainda dão importância demais às tais etiquetas e “frescuras” que a sociedade tenta  nos oprimir ou já conseguiram se libertar de tudo isso e serem cada vez mais vocês mesmos sem medo de julgamentos?

Texto de: ValériaC (em 05/setembro/2013)
Imagem: Google

**ESTE TEXTO PODE SER COPIADO, EM SITES SEM FINS LUCRATIVOS, DESDE QUE DADO OS DEVIDOS CRÉDITOS À:

ValériaC (docefilosofia.blogspot.com.br) ou o link da  postagem

quinta-feira, 4 de abril de 2013

MENTE + CORAÇÃO (Texto de ValériaC)


Tantas vezes desejamos  que nossa vida seja diferente, mas não percebemos que na verdade o que não funciona nelas, é porque quase sempre, nós o fizemos somente movimentando a força da MENTE e não  a força do CORAÇÃO...

Quando pensamos ou desejamos fortemente algo com nossas mentes, estamos tendo uma vibração bastante diferente e muito menos poderosa do que quando sentimos e vibramos à partir do nosso coração, pois vibrar e trabalhar na energia dele está diretamente ligado ao sentir verdadeira alegria e gratidão, grandes propulsores de mudanças. Falar que os sente é uma coisa, sentir de fato, é outra. E seus efeitos, então!!!

 Muitos desanimam e desistem de pensar positivamente, pois alegam que não funciona, que nada muda, mas não percebem que não adianta agirmos como ‘papagaios’ , por um pequeno período de tempo repetindo frases  e no tempo restante sermos como sempre fomos, negativos e descrentes.  

E digo mais, de nada adiantaria somente ficarmos repetindo frases positivas o dia todo, isso seria o mesmo que nos deixarmos agir somente pela MENTE, se não ligarmos tudo isso ao CORAÇÃO.  Temos sim é que ir além dela e   mexer com nossas emoções,  da forma mais benéfica e positiva, pelo maior período de tempo possível, cuidando do que emanamos, observando   muito bem o teor das palavras, pensamentos e sentimentos que falamos e  temos  a maior parte do tempo, pois nossa vida é seu mais puro reflexo e   só com este ‘cuidado’ é que  podemos efetivamente gerar melhores resultados, trazermos mudanças e atrairmos  pessoas, coisas e fatos bons  em nossas vidas.

Pois uma coisa é certeira: Tudo o que o  Universo  nos traz, jamais é baseado no que muitas vezes queremos mentalmente e até em atitudes, aparentar, é típico do ser humano se iludir e se enganar com aparências, porém  o Universo com sua imensa e infinita sabedoria, nos traz de volta exatamente o que sentimos e vibramos bem lá dentro do nosso coração. Portanto,  nem adianta vestirmos ‘fantasias’, vestirmos os papeis que achamos que devemos, para termos este ou aquele resultado e atuarmos como meros atores no palco da vida, achando que o enganamos, porque na verdade, o tempo todo,   atuamos pra valer, sem direito a ensaio, somos e temos o que de fato criamos,  o que ele capta de nós  e abundantemente nos devolve é o  fruto da energia que verdadeiramente emanamos.

Portanto, aliemos nossos melhores pensamentos com nossos melhores sentimentos, mente e coração juntos e de mãos dadas, bons pensamentos casados com atitudes, trabalhando ao nosso favor, somente assim, podemos  agregar  mudanças  transformadoras em nós e  trazermos verdadeiras  bênçãos em nossas vidas.



Texto de: ValériaC (em 02/abril/2013)
Imagem: Google

**ESTE TEXTO PODE SER COPIADO, EM SITES SEM FINS LUCRATIVOS, DESDE QUE DADO OS DEVIDOS CRÉDITOS À:
ValériaC (docefilosofia.blogspot.com.br) ou o link da  postagem

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

DA JANELA... (de ValériaC)


Da janela dos fundos, avisto um terreno vago, que com a chuva abundante, ficou coberto de um mato alto, mas olhando atentamente, numa pequena porção do terreno,  vejo em meio ao mato, um salpicado de meigas florzinhas e sorrio.

E assim é a vida, cada um escolhe onde focar sua atenção. Há aqueles que só enxergam os “matos da vida”, suas folhas longas e cortantes e neles percebem somente o medo, a feiura, a desolação, a dor. Tão triste ver a vida assim, sem conseguir apreciar o que pode ser muitas vezes,  encantador  ao nosso redor.

Mas me alegra saber que há pessoas que veem além, que guiam-se por seus olhares de alma, que conseguem sentir alegria, gratidão, ver a beleza em cada pequeno detalhe(florzinha) que a Vida traz.

Me sinto  feliz e agradecida por estar aprendendo a cada dia mais, ao invés de perceber tudo como um “matagal”, cheio de bichos e perigos,  comtemplar com olhos amorosos e perceber tudo como preciosa  “flor”(lição), seja uma simples flor do mato, um pássaro, todos os animais, a natureza, as pessoas ou  situações(que hora vêm como flores, hora  assumem a  forma de  “espinhos”)  na minha vida.

Tudo se transforma quando nos transformamos, tudo muda quando o nosso modo de olhar, muda! Absolutamente de tudo e todos,  podemos escolher ver o  melhor lado.

E você, como tem percebido a vida?

Texto de: ValériaC (em 02/11/12)
Imagem: Google


* Estou retornando depois de uma pausa, numa data que me é especial, pois, meu Doce Filosofia, o primeiro dos meus três Blogs, foi criado e hoje  está completado seu 3º ano...

Eu gostaria de lhes dizer o quanto sou grata a cada um de vocês que me acompanham e muito mais do que isso, por terem se  tornado meus amigos e que seguem  dentro do meu coração, sempre.

Venho chegando num ritmo bem leve, bem suave, hoje eu trouxe  um texto pequeno  e estarei postando eventualmente, pois diante das voltas que a vida dá, tento me adequar, pra conseguir fazer um pouco de tudo que me traz alegria e realização... mas estarei  visitando seus Blogs aos pouquinhos, mas eu chego lá... rrsrs

Beijos carinhosos à todos vocês, que 2013 lhes seja um ano maravilhoso!


**ESTE TEXTO PODE SER COPIADO, EM SITES SEM FINS LUCRATIVOS, DESDE QUE DADO OS DEVIDOS CRÉDITOS À:
ValériaC (docefilosofia.blogspot.com.br) ou o link da  postagem

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails