segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

ANO NOVO, VIDA NOVA...SERÁ MESMO??? (de ValériaC)

Não sei porque,  as pessoas insistem em dizer clichês na virada do ano, que estão mais para ilusão do que para a realidade. Hei... não estou dizendo que somente os outros dizem, eu também digo rsrsr.  Eu sei que muitas vezes, eles têm a boa intenção de serem alentadores, mas o  serão de fato? Bom, se ao menos não forem ditos da boca pra fora e sim de coração, já trarão em si uma energia boa e não terão sido ditos  totalmente em vão.

Sei que a vida não está fácil para ninguém, mas como sempre digo, bobagem olhar a vida alheia, achando que são somente flores, porque com certeza, existem espinhos...ah...se existem... cada qual tem sua própria coleção, deles, mesmo que não saia dizendo aos quatro cantos sobre... mas, o  que me desanima,  na verdade, é ver que  as pessoas passam o ano  reclamando de suas vidas, mas próximo a todo 31 de dezembro, desandam a fazer  “promessas”, a terem sonhos e desejos,  mas que vejo ficarem  muito nas palavras, na teoria,  na impulsividade do momento e no decorrer dos dias do ano que se inicia, continuam  presas nas suas mesmices e não  vejo quase nenhuma atitude efetiva em realiza-los.

Posso parecer falante, mas a maior parte do tempo,  sou um tanto calada, sou o tipo que observa muito e o que me deixa pasma, é perceber de forma tão  nua e crua o quanto todos nós aspiramos por mudanças, pelo novo, mas ainda  insistimos em carregar os tão  familiares e velhos  lixos emocionais... mágoas, tristezas, relacionamentos ruins, trabalhos que não nos realizam, enfim, muito do que  trazemos nas nossas bagagens, no final das contas, nada mais são do que  grandes pesos em nossas costas... os sentimos, tantas vezes sofremos por conta destes fardos, mas,  não nos desfazemos deles, os arrastamos, ano após ano,  na vã esperança de que, como que por encanto, tornem-se diferentes...então me digam, como podemos ter uma vida nova, se a cada novo ano, continuamos os mesmos?

Impossível querermos mudanças, se nos mantivermos exatamente do mesmo jeito, tentando resolver nossos problemas, do mesmo modo de sempre, agindo, pensando e sentindo sempre igual. OUSAR É PRECISO, senão... mudanças podem não ocorrer e daí....não adianta lamentar...pois muitas vezes, em nossas vidas, é preciso fazer diferente, para que de fato, consigamos fazer a diferença!
Texto de: ValériaC (em 31/12/2014 14:28 hs )
Imagem: Google

**ESTE TEXTO PODE SER COPIADO, EM SITES SEM FINS LUCRATIVOS, DESDE QUE DADO OS DEVIDOS CRÉDITOS À:
ValériaC (docefilosofia.blogspot.com.br) ou o link da  postagem



25/01/2015  -  5 anos deste meu Blog,  Doce Filosofia... minha imensa gratidão à todos os amigos e seguidores!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails